Sidebar

20
Seg, Maio

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

O período de inscrição para a primeira etapa vai até o final deste mês, não perca a oportunidade e dê o seu recado. a produção independente é que renova o audiovisual.

A CTB convida as estaduais para promoverem em seus estados o 1º Concurso Vídeo em 3 Minutos – a Face do Trabalhador e da Trabalhadora. “Nessa primeira fase é fundamental que as estaduais façam a adesão ao concurso para que os trabalhadores e trabalhadoras possam sair a campo com suas ideias e com a câmera nas mãos”, ressalta Celina Arêas, secretária de Formação e Cultura da CTB. “É muito importante incentivar a participação nesse concurso para que os trabalhadores e trabalhadoras sejam protagonistas na cultura e assim possamos estimular e fortalecer o papel da cultura para a classe trabalhadora”, conclui.

De acordo com Celina, o trabalho de fazer um vídeo pode levar a reflexões sobre a vivência de cada um. Para valorizar ainda mais as produções, a CTB dará prêmios aos melhores colocados. Nos meses de maio a julho ocorrem as etapas estaduais. Portanto, os estados têm até o fim deste mês para aderirem ao concurso e aí abrirem as inscrições para os produtores dos vídeos. A segunda etapa será nacional, com os melhores vídeos de cada estado e acontece em setembro. Os prêmios ainda estão sendo definidos, mas a CTB promete não decepcionar ninguém. O concurso é promovido pelas secretarias de Formação e Cultura e de Comunicação.

O principal objetivo do concurso Vídeo em 3 Minutos é o de “estimular a produção audiovisual dos trabalhadores que reflitam sobre o mundo do trabalho no Brasil”, define Celina. “A cultura pode proporcionar o entendimento da conjuntura atual e ajudar a classe trabalhadora a superar suas mazelas e dessa forma transformar o país e o mundo”, reforça.

Saiba como participar do 1º Concurso Vídeo em 3 Minutos – a Face do Trabalhador e da Trabalhadora

Termo de compromisso

Por Marcos Aurélio Ruy – Portal CTB

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.