Sidebar

24
Dom, Mar

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Com 1h50 de duração, foi transmitida nesta terça (26) a segunda edição da Sala de Aula Virtual, que desta vez foi ministrada pelo jornalista e assessor da CTB, Umberto Martins, que tratou do golpe de 2016 e suas consequências.

Martins é autor do livro O golpe do capital contra o trabalho, primeira obra do selo da CTB, Consciência de Classe, em parceria com a Editora Anita Garibaldi.

O programa contou com a participação de pessoas em 13 estados e no Distrito Federal. Os estados participantes foram Rio de Janeiro, Espírito Santo, Maranhão, Rio Grande do Sul, Bahia, Rondônia, Goiás, Ceará, Amazonas, Amapá, Minas Gerais, Santa Catarina, São Paulo. 

Em três blocos, Martins tratou dos efeitos do golpe no país e de suas conexões internacionais e dedicou a última meia hora a responder às perguntas dos participantes, que abordaram, entre outros temas, a entrega do patrimônio nacional, como os projetos que liberam a venda do pré-sal brasileiro, e a prisão de Lula como decorrências do processo golpista.

A Sala de Aula Virtual é uma atividade da Escola da CTB, e uma iniciativa da secretaria de Formação e Cultura, dirigida por Ronaldo Leite. 

Participaram sindicalistas de diversas entidades e unidades estaduais da CTB. Entre eles os trabalhadores rurais de Juazeiro, na Bahia, o Sint-Ifes e a CTB, em Goiás, o nucleo CTB da Universidade Federal de Minas Gerais, a Saaesul-MG, a Etel-DF, o Sinpro Sorocaba, Sinpro Campinas, o coletivo de formadores da Bahia, a APBL Salvador, o coletivo de mulheres da CTB-RJ, entre muitas outras entidades. 

Repercussão

O presidente da CTB-Goiás, Railton Nascimento, destacou a importância do programa para promover a consciência política da classe trabalhadora. "A CTB Goiás parabeniza a Secratiaria Nacional de Formação pela aula 'O Golpe do Capital Contra o Trabalho', ministrada pelo jornalista Umberto Martins. Nesses tempos de retrocesso e de golpe, a formação é elemento fundamental para despertar os trabalhadores para a luta em defesa da cidadania plena e da democracia com valorização do trabalho".

Na CTB-RJ (foto abaixo), cerca de 20 sindicalistas se reuniram na sede para assistir à aula. A dirigente Celia Almeida elogiou a aula de Umberto, e disse que a iniciativa abre espaços para outras ações na área de formação nos sindicatos.

"Estamos amadurecendo a idéia de ter sempre um mediador para continuar o debate depois da aula. É uma importante contribuição para a formação nos sindicatos", disse Célia.

Em São Paulo, na sede da CTB nacional, dirigentes se reuniram para assistir à aula. Para Leite, a experiência vem reforçar que a iniciativa de utilizar a tecnologia para auxiliar no trabalho de formação é muito interessante.

"A demonstração disso é a quantidade de estados que participou. Nosso objetivo é aperfeiçoar o formato e a interação com o público. E para isso é importante ter o retorno das pessoas", avalia Leite. 

A presidenta do Sindicato dos Educadores da infância (Sedin), Claudete Alves, parabenizou o secretário nacional de formação pelo curso "Municiar a classe trabalhadora com as verdades implícitas para muitos é um avanço na luta. Igualmente parabenizo o mestre Umberto".

Próxima atração

Ao final da aula, Leite anunciou a próxima atração da Escola da CTB. Será uma entrevista, no dia 17 de julho, com o dirigente sindical colombiano Joaquín Romero, realizada pelo vice-presidente da CTB Divanilton Pereira. Romero estará em Bogotá e Divanilton em São Paulo.

A entrevista vai tratar dos Diálogos de Havana, que possibilitaram um acordo de paz na Colômbia, das FARC, e das eleições presidenciais no país, que elegeu este mês o direitista Iván Duque. 

Clique aqui e inscreva-se agora. 

Serviço:

Escola Nacional da CTB

Data: 17 de julho (terça-feira)

Horário: 15h

Portal CTB - Foto: Joanne Mota

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.