Sidebar

10
Seg, Dez

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Maranhão (Sinproesemma) concluiu, no sábado (25), o I Curso Básico de Formação Sindical para Dirigentes, ofertado em parceria com a Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) e o Centro de Estudos Sindicais. Durante dois dias, sindicalistas participaram de palestras e oficinas, que abordaram os temas de gestão sindical, análise de conjuntura e oratória.

O curso começou na manhã da sexta-feira (24), no Grand São Luís Hotel, e a mesa de abertura contou com a presença da presidente do SINPROESEMMA, Benedita Costa, do secretário de Formação, João Sá, do secretário-adjunto de Formação, Jean Pierry, e da diretora de Formação da CTB, Celina Áreas.

Além de dirigentes de entidades ligadas à educação, o curso contou com a participação de sindicatos das categorias de rodoviários, enfermeiros e pescadores.

História do sindicalismo

A diretora da CTB, Celina Áreas, expôs a trajetória da luta dos trabalhadores, atribuindo o surgimento de entidades de representação ao crescimento capitalismo, ou seja, uma resposta dos trabalhadores à exploração da mão de obra. “O sindicato é um fenômeno do capitalismo. Só passou a existir quando o sistema foi implantado”, argumentou a diretora da CTB.

Para Celina, a organização dos trabalhadores foi responsável por avanços em várias frentes. Entre os exemplos, no Brasil, ela citou a política de valorização do salário mínimo criada no governo Juscelino Kubitschek, na década de 1960, e a Constituição Federal da República de 1989, a qual garantiu a greve no serviço público e, consequentemente, a possibilidade do funcionalismo público se organizar em sindicatos.

Oratória

Outro tema bastante discutido foi a oratória – técnica de falar em público. Durante a manhã do sábado, o professor Marco Aurélio frisou a importância dos sindicalistas de trabalhar a falar no ambiente sindical. Baseado em dados que revelam que a atenção do público está ligada à postura corporal, Marco Aurélio enfatizou o uso da gesticulação como um mecanismo para concentrar a atenção do público.

O professor também deu dicas a quem quer superar o medo de falar em público. Para esse grupo, o professor reforçou a necessidade da observação de personalidades do mundo político, a fim de criar um repertório e se familiarizar com as formas de conquistar a atenção do público.

Avaliação final

João Sá, que coordenou a organização do evento, afirmou que o balanço do curso é positivo, uma vez que o conteúdo abordado é crucial para a organização dos trabalhadores, principalmente porque ajudar a atualizar os dirigentes sindicais sobre os grandes debates na sociedade.

“Os dois dias foram bastante importantes e proveitosos. Tivemos, por exemplo, a análise do Sindicato perante a sociedade e ainda a ampla discussão sobre a política brasileira”, afirmou.

A opinião positiva também foi compartilhada pela presidente do Sinproesemma, Benedita Costa, que organizou a participação da CTB no evento. Na avaliação da dirigente, os dois dias de cursos devem funcionar como um ponto de partida no desenvolvimento de conceitos de gestão, oratória e análise de conjuntura.

“Quem participou do curso mostro que valoriza a formação. Espero que os participantes saiam com sede de aprender mais e mais”, destacou Benedita.

Fonte: Sinproesemma

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.