Sidebar

19
Dom, Maio

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times
Numa tarde ensolarada, na bela e desigual Salvador, mulheres de diversas categorias profissionais, estudantes, donas de casa, sindicalistas, deputadas, vereadoras, sem teto, sem terra, todas marcharam para comemorar seu Dia Internacional ao som da banda “Samba das Moças”, do Campo Grande a Praça Municipal.


A Chuva que castigou o final de semana na capital baiana deu uma trégua e a semana rosa choque começou com uma segunda-feira animadora, com luta, com festa e garra para a mulherada, em um 8 de março mais do que festejado, quando se comemora o centenário deste marco.

 Numa articulação ampla envolvendo a União Brasileira de Mulheres, CTB-Bahia, Superintendência de Políticas para as Mulheres de Salvador (SPM) a Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Câmara Municipal de Salvador (CMS) e diversos movimentos soteropolitanos que lutam pelos direitos da mulher, a Marcha denominada "Por um Mundo de Igualdade e Contra Todas as Formas de Violência, elevou a autoestima das mulheres para denunciarem qualquer tipo de opressão, discriminação e reivindicarem salário igual para trabalho igual, e a redução da jornada sem redução de salário.

O ano eleitoral não foi esquecido; diversas faixas das entidades externaram que lugar de mulher é na política, fazendo a diferença, se candidatando e escolhendo candidatos e candidatas que defendam os interesses das mulheres e lutem por políticas públicas que promovam a saúde feminina, educação, e que acabem com todo tipo de preconceito. Que punam exemplarmente qualquer violência ou atitudes que levem a desvalorização da mulher.




Lideranças políticas de diversos partidos políticos, deputados federais, Daniel Almeida e Alice Portugal do PCdoB, e Lídice da Mata do PSB, vereadoras Aladilce Souza e Olívia Santana do PCdoB, representantes de diversas entidades do movimento de mulheres, de bairros e sindicalistas se pronunciaram e foram unânimes em afirmar que muito já foi conquistado, e que muito ainda haverá de ser conquistado.



Kardé Mourão - CTB- Bahia (Fotos: Manoel Porto)

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.

Diga não

banner violencia contra a mulher

Revista Mulher de Classe

banner revista mulher de classe