Sidebar

23
Ter, Jul

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

foro-de-sao-paulo-2Com o slogan “Os povos do mundo contra o neoliberalismo e pela paz”, aconteceu entre os dias 04 e 06 de julho, em Caracas, capital da Venezuela, o 18º Foro de São Paulo que reuniu cerca de 600 delegados e delegadas representantes de partidos políticos, lideranças de esquerda e organizações sociais de 50 países.

O ponto alto do evento foi discurso do presidente venezuelano Hugo Chávez. Dos 41 pontos da declaração final do encontro, cinco foram em apoio a "revolução bolivariana", dentre elas, a realização "em todas as capitais do planeta" de um dia internacional em apoio ao "processo revolucionário" na Venezuela, que está marcado para o próximo 24 de julho, para coincidir com o 229º aniversário do nascimento de Simon Bolívar.

Representada por Raimunda Gomes, a Doquinha, secretária da Mulher Trabalhadora, a CTB participou dos debates, que incluíram os espaços de governo e movimentos sociais, dentre os quais, jovens, mulheres e sindical.

Foram dois dias (04 e 05) de discussões, mesas e oficinas temáticas que fizeram parte de uma extensa e diversificada programação. Além das reuniões do grupo de trabalho, as delegações participaram de reuniões das secretarias regionais do Cone Sul, Andino-Amazônicos e Meso-América e Caribe.

Oficinas e debates

Ainda no primeiro dia também ocorreram oficinas temáticas sobre a afrodescendência; autoridades locais e nacionais; defesa; democratização da informação e comunicação; fundações, escolas ou centros de formação; Meio Ambiente e Mudanças Climáticas; Migração; movimentos sindicais; movimentos sociais e de poder popular; populações indígenas; Segurança Agroalimentar; Segurança e tráfico de drogas; Trabalhadores de Arte e Cultura; União da América Latina e integração com o Caribe.

Na oficina sobre o movimento sindical, além da análise sobre crise mundial, foi feito um balanço político e econômico da América Latina e Caribe. O debate reforçou a importância da declaração do V Encontro Nossa América (Esna), que aconteceu em maio no México, alertando aos trabalhadores e as trabalhadoras para a necessidade de criar um instrumento comum de enfrentamento à crise e fortalecimento das lutas da classe trabalhadora, defendendo as ações de integração regional em torno da Alba, Unasul e Celac. A atividade também reforçou a importância dos Encontros Nossa América, como espaços de articulação do movimento sindical classista.

No segundo dia ocorreram os seminários por segmento com destaque para o 1º Encontro de Mulheres, a 4ª Reunião do Jovem, o 2º Seminário sobre os governos progressistas e de esquerda, e o Seminário sobre Soberania Nacional, Paz e Descolonização.

Empoderamento feminino

Na plenária final, foi aprovado documento síntese dos debates, onde os membros do Foro de São Paulo reconhecem que a presença e participação das mulheres nos diferentes setores da sociedade, inclusive, nos partidos políticos, é essencial para o fortalecimento e o desenvolvimento dessa sociedade.

Para a secretária da Mulher da CTB a discussão foi altamente proveitosa, visto que a construção do socialismo passa pela alteração dos papeis tradicionais e estereotipados atribuídos a homens e mulheres. “É tarefa de todos criar condições necessárias para eliminar a discriminação contra as mulheres, incorporação a discussão de gênero e a agenda das mulheres de esquerda e revolucionárias nas políticas, programas e ações que se desenham na luta contra a direita e o capitalismo predatório patriarcal, e na construção socialismo”, afirmou.


Na opinião da dirigente, o ponto unânime do evento foi o apoio à reeleição do comandante Hugo Chávez. “A reeleição de Chávez é um passo importante no fortalecimento da política antiimperialista e neoliberal defendida pelos EUA e Europa; assim como o apoio a todos os governos democráticos e progressistas, à criação do estado da Palestina, um plano de ação conjunta contra o bloqueio dos EUA contra Cuba e pela libertação dos cinco heróis, dentre outras questões”, concluiu Doquinha.

Portal CTB

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.