Sidebar

16
Ter, Jul

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

O II Seminário Nacional das Dirigentes Sindicais dos Empregados em Postos de Combustíveis, que acontece em Brasília no início de março, dará centralidade à questão da discriminação contra a mulher. Além da ampla abordagem ao tema "Assédio Moral e Violência de Gênero", os frentistas vão debater os avanços nas ações de proteção à saúde do trabalhador e da trabalhadora da área, a participação feminina nos espaços de poder e a questão da autonomia de atuação das dirigentes sindicais da categoria.

Atualmente, mais de 30% dos frentistas filiados à Fenepospetro são mulheres, segundo a Federação.

Os assuntos serão abordados nas falas das organizadoras do evento e nas palestras, que ficarão a cargo de profissionais-referências em suas áreas de atuação. A promotora de justiça dra. Maria Gabriela Prado Manssur, a médica ginecologista e obstetra dra. Albertina Duarte Takiuti e a médica psiquiátrica e psicoterapeuta dra. Sueli Cabral Rathsam serão três delas. No campo da política, a ex-deputada federal Iara Bernardi (PT-SP), autora de relevantes leis de prevenção e combate à violência contra a mulher, falará sobre a necessidade de pensar em legislações específicas.

Elas falarão para um público de 120 participantes, entre eles presidentes sindicais e lideranças femininas da categoria de todo o país. A organização do evento é das Secretarias de Mulher das Federações Nacional e Estadual dos Frentistas (Fenepospetro e Fepospetro), lideradas respectivamente por Telma Cardia, presidente do Sindicato dos Frentistas de Guarulhos-SP (Sinpospetro), e Sueli Camargo, presidente da entidade de Sorocaba-SP. Integram ainda o comitê de organização Marli Ortega, presidente da Secretaria de Igualdade Social e de Gênero da Fepospetro, Aparecida Evaristo, vice-presidente do Sinpospetro do Rio de Janeiro e Renilda da Paixão, 1ª secretária do Sinpospetro de Campinas-SP. Segundo Telma Cardia, a escolha do tema e a programação do seminario buscam chamar atenção para os altos índices das práticas dos diversos tipos de assédios e violência contras as mulheres e outras minorias, principalmente dentro do ambiente de trabalho. A sindicalista afirma que é dever do movimento sindical, vanguarda nas conquistas de direitos para a classe trabalhadora, dar o exemplo no desafio de fazer avançar as políticas públicas contra a desigualdades de gênero. "A violência é um desequilíbrio entre fortes e oprimidos. Não podemos nunca deixar de discutir e reivindicar ações em combate às suas mais variadas facetas, que afetam a saúde das pessoas e produzem injustiças sociais”, afirma.

Serviço

Evento: "II Seminário Nacional das Dirigentes Sindicais dos Empregados em Postos de Combustíveis – Assédio Moral e Violência de Gênero"
Data: 07 e 08 de março de 2016
Local: Centro de Convenções da CNTC- Confederação Nacional do Comércio – Brasília-DF End: bloco C – Lote 65 – Sgas W 5 – Asa Sul, Brasília – DF, 70390-020
Informações: Informações: Telma Cardia : (11) 95656-0741 / Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Programação

DIA 7:
17h-19h: Credenciamento
19h: Abertura
19h30: Palestra de Abertura: Dra. Maria Gabriela Prado Manssur - Promotora de Justiça – coordenadora do Núcleo de Combate à Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher da Região da Grande São Paulo II e Diretora da Mulher da Associação Paulista do Ministério Público.
20h: Pronunciamento dos organizadores e convidados
21h: Coquetel

DIA 8:
08h: Exibição do Filme: "Revolução em Dagenham" que conta a história real de Rita O’Grady, operária da Ford e principal nome da greve de 1968, protagonizada por mulheres que almejavam igualdade salarial.
09h-10h30: Palestra: A dinâmica das Relações entre Trabalho e Saúde da Mulher" - Dra. Sueli Cabral Rathsam - médica psiquiátrica e psicoterapeuta, é Mestre e Doutora em Saúde Mental pela FCM- UNICAMP
10h30-11h30: Palestra: A Saúde da Mulher- Riscos da Exposição Ocupacional ao Benzeno - Dra. Albertina Duarte Takiuti - Médica ginecologista e obstetra, professora na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), responsável pelo ambulatório de Ginecologia do Hospital das Clínicas de São Paulo.
12h-13h: Intervalo para Almoço
13h30-15h: Palestra -" A perpetuação da Violência contra as Mulheres" Dra. Iara Bernardi - Professora e Mestre em Biologia e Biodiversidade pela UFSCar Sorocaba. Ex- deputada federal com 3 mandatos por São Paulo, é autora de relevantes Leis de prevenção e combate à violência contra a mulher.
15h30-16h30: Atividades em grupo - Debate e reflexão das questões apresentadas
19h: Intervalo Jantar
20h: Leitura, discussão e deliberação das resoluções e moções apresentadas. O Documento aprovado servirá de diretriz para a atuação e projetos da categoria
21h30: Encerramento

da Fenepospetro

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.