Sidebar

25
Sáb, Maio

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

O slogan “Lute como uma Mulher” nunca esteve tão em alta como em 2017. Faz tempo que as mulheres estão à frente das principais campanhas em defesa da democracia e das conquistas que estão sendo retiradas.

Neste ano, elas tomaram as ruas contra a cultura do estupro, o assédio moral e sexual e denunciaram a violência que mata quase 5 mil mulheres todos os anos no país.

“Parece que a deposição da ex-presidenta Dilma Rousseff aflorou um instinto de vingança aliado a um sentimento de impunidade”, diz Celina Arêas, secretária da Mulher Trabalhadora da CTB.

Leia as notícias mais importantes de 2017 sobre a resistência feminista:

Mulheres trabalhadoras saem às ruas de São Paulo para denunciar a violência de gênero no país

Outubro Rosa chama a atenção para a necessidade de prevenção ao câncer de mama

Violência contra as mulheres cresce assustadoramente no governo Temer

Mulheres trabalhadoras tomam as ruas em defesa de aposentadoria decente

Casos de feminicídio no Brasil equivalem a um estado de guerra civil, diz socióloga

Mulheres no front: senadoras ocupam o Senado e barram votação da reforma trabalhista

Manuela D’Ávila: precisamos falar sobre gênero

Exploração do trabalho infantil retorna ao mundo das trabalhadoras domésticas e salários caem

Milhares de mulheres marcham por São Paulo pelo fim da desigualdade e por mais direitos

Portal CTB 

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.