Sidebar

15
Seg, Jul

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Com justificadas ausências, a Comissão Nacional de Mulheres da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) se reuniu na manhã desta terça-feira (5), na sede nacional da central e debateu como enfrentar a violência e a discriminação de gênero.

“Fizemos um balanço do primeiro semestre e projetamos nossas ações para os encaminhamentos das questões das mulheres no mundo do trabalho”, diz Ivânia Pereira, secretária da Mulher Trabalhadora da CTB.

Na reunião definiu-se a necessidade de realização de encontros das secretárias estaduais com preparativo para o Congresso Nacional da CTB a ser realizado em agosto de 2017. Também “planejamos a realização do nosso 2º Encontro de Gênero e Raça ainda neste ano”.

Além de Ivânia estiveram presentes, Kátia Gaivoto (secretária-geral adjunta), Gilda Almeida (adjunta de Finanças) e Raimunda Gomes - Doquinha (Imprensa e Comunicação). Mônica Custódio (Igualdade Racial, Marilene Betros e Lúcia Moura (diretoras executivas) estiveram em outras agendas.

As mulheres de luta da CTB resolveram que a próxima edição da revista "Mulher de Classe" sai em outubro, com os temas mais relevantes da conjuntura. “Abordaremos as questões do cotidiano e das lutas pela emancipação feminina, igualdade de direitos e as dificuldades que enfrentamos no mundo do trabalho”, garante Ivânia.

Ela também contou que ficou decidido que deve haver ampla participação das mulheres nas eleições municipais de outubro, tanto como candidatas, quanto como articuladoras de campanhas. “Precisamos estar na política com força total para acabarmos com a discriminação de gênero no país”.

Portal CTB

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.