Sidebar

25
Sáb, Maio

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Mais de 150 pessoas lotaram o salão do hotel Excelsior, em São Paulo, onde foi realizada a Plenária Nacional da Mulher Trabalhadora do CTB, nesta segunda-feira (31).

Promovida pela secretária da Mulher Trabalhadora da CTB, o evento contou com a representação de mais de 100 mulheres de 19 Estados brasileiros e inúmeros presidentes e dirigentes de seções estaduais.

di_mulheres_plateia

A realidade feminina

Mulheres e homens, que lotaram a sala da Plenária, assistiram atentos ao lançamento nacional do vídeo feito em celebração aos cem anos do Dia Internacional da Mulher, comemorado no último dia 08 de março.

Para Abgail Pereira, secretária da pasta, o vídeo visa levar subsídio para os debates que devem ser realizados nos Estados, que tratam da campanha de promoção da igualdade salarial. Ela lembrou que a CTB integra o grupo de Trabalho (GT) que trabalha no aprimoramento do Projeto de Igualdade  no Trabalho da Secretaria Especial de Políticas para Mulheres (SPM).

di_mulheres_biga2

A escolha certa

A mesa da plenária foi composta pelas dirigentes da Central, Abgail Pereira - secretária da Mulher Trabalhadora, Maria do Socorro - secretária de Defesa do Meio Ambiente, Márcia Machado - vice-presidente e a debatedora Liége Rocha, integrante da Executiva Nacional da UBM e diretora da Revista Presença da Mulher, que abordou a conjuntura a importância das eleições que se aproximam.

Liége Rocha iniciou sua fala saudando mulheres e homens presentes, lembrando que a luta pela igualdade de direitos, deve contar com a participação masculina. A palestrante destacou que a luta pela emancipação da mulher não é solitária, mas sim, social. Ao longo de sua intervenção, fez uma exposição da trajetória feminina e as conquistas alcançadas ao longo dos séculos. Mereceu destaque a década de 80, como a criação das delegacias para mulheres, a criação da constituinte, como também os ataques sofridos durantes a década de 90, nos anos do governo neoliberal de FHC.

di_mulheres_liege

“Atualmente as mulheres avançaram nas conquistas, mas as desigualdades persistem. Apesar da participação feminina ser de 40% do mercado de trabalho, os salários das mulheres são mais baixos que dos homens”, lembrou Liége Rocha, além de destacar a relevância do período eleitoral e da escolha a ser feita. “É necessário analisar qual é o candidato ou candidata que representa nossos ideais. Precisamos optar por um governo que faça com que a redistribuição de renda seja uma realidade. Nos últimos anos avançamos, caminhamos, mas precisamos conquistar muito mais”.

Após a palestra, foi chamado à mesa Nivaldo Santana, vice-presidente da CTB, que mensurou o significado da Conferência Nacional da Classe Trabalhadora, que acontece nesta terça-feira (01), no estádio do Pacaembu.

“Seremos protagonistas de um acontecimento histórico para o movimento social. E as pessoas que participam nem sempre têm a consciência da grandeza do momento. Um dia quando um historiador analisar esse período, concluirá que ela foi a primeira reunião intersindical nacional, um momento de ímpar para o sindicalismo, assim como foram as grandes greves e a 1ª Conclat, de 1981”.

O vice-presidente nacional lembrou que a CTB foi a pioneira na defesa da conferência, uma bandeira levantada desde seu congresso de fundação, em novembro de 2007, ao lado de um projeto de desenvolvimento com valorização do trabalho. “Essa conferência vai coroar uma luta em curso no movimento sindical em toda América Latina”.

di_mulheres_votacao 

 di_mulheres_biga

Aprovado por unanimidade, o documento será encaminhado à direção nacional da Central.

Como último ponto da reunião, foi criada uma Comissão de Mulheres que será responsável pela organização do Encontro Nacional da Mulher Trabalhadora, que deve ocorrer em março do próximo ano.

A Plenária foi encerrada com um jantar, seguido de uma roda de samba.

Cinthia Ribas – Portal CTB

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.