Sidebar

25
Sáb, Maio

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

nadia forumNa manhã desta terça-feira (8), a prefeita em exercício de São Paulo, Nádia Campeão, participou de uma reunião promovida pelo Fórum Nacional das Mulheres Trabalhadoras das Centrais Sindicais (FNMT), na sede da CTB na capital paulista. 

Nádia ouviu as demandas das sindicalistas e falou sobre as ações da administração municipal neste sentido.

“Avaliamos que para a luta em defesa da emancipação das mulheres trabalhadoras ter repercussão nós devemos fazê-la com mais eficiência em São Paulo”, frisou a secretária da Mulher Trabalhadora da CTB, Ivânia Pereira ao fazer a abertura da mesa de debate.

Segundo a representante da UGT, Cássia Macari, o propósito da audiência com Nádia é justamente o de levar o fórum – composto pela FS, UGT, CTB e NCST – um espaço para fazer o debate sobre as demandas das trabalhadoras.

Pela NCST, Soninha, destacou que a primeira Delegacia da Mulher foi instalada no estado de São Paulo ela acredita que é preciso construir mais políticas públicas para estreitar os laços das centrais sindicais com a prefeitura e falou sobre as campanhas que estão sendo feitas em Brasília no combate à violência contra a mulher no transporte público.

Carmelita Sousa , representando a FS, falou sobre as demandas das mulheres e da importância do trabalho conjunto juntas em prol da defesa das mulheres.

As sindicalistas reivindicaram a criação de um fórum, pela prefeitura de São Paulo, onde todas as centrais sindicais participassem, para discutir a política implementada “trazer a contribuição da classe trabalhadora para discutir autonomia econômica e relações compartilhadas e a violência que as mulheres enfrentam em seu cotidiano”.

Em sua exposição, Nádia Campeão, avaliou que as mulheres avançaram, mas ainda tem um caminho complexo. Sobre o conservadorismo da sociedade brasileira ela citou a pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) no qual apontou que 65,1%  da sociedade culpa a mulheres vítimas da violência sexual por usarem roupas curtas “isso deixou todo mundo de cabelo em pé”, enfatizou. Após a repercussão do estudo o dado foi corrigido para 26%. 

Ela abordou em sua fala a presença das mulheres nos cargos de responsabilidade, nas diversas profissões. “Quando comparamos com países da América do Sul têm mais igualdade na questão de participação política das mulheres, para não falar em países da Europa que é quase meio a meio”.

“Estamos procurando abrir mais espaços para esses caminhos da mulher e somar mais com essa luta” destacou ao falar sobre a criação da Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres.   Ela destacou que é essencial mater diálogo com as mulheres dos sindicatos e das centrais. "Acho a ideia do fórum muito boa queremos que a secretaria seja forte que represente anseios"

Nádia propôs uma ação em resposta à violência no transporte público. “Eu topo ir”, afirmou. Ela sugeriu postos de denuncia nos terminais para que as denúncias de abuso sejam feitas no momento do fato. Podemos cobrar que a prefeitura e o governo do estado fizessem essa campanha com os movimentos. 

No fim do encontro Nádia Campeão se comprometeu a levar as reivindicações apresentadas na reunião para a secretária municipal de Políticas para as Mulheres, Denise Motta Dau. “essa parceria é muito bem vinda posso levar essas e outras questões para examinarmos e fazer o contato mais específico com a secretária”, disse.

Portal CTB 

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.