Sidebar

26
Dom, Maio

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

A secretária da Mulher Trabalhadora da CTB, Ivânia Pereira, condenou a agressão verbal à deputada federal, Alice Portugal (PCdoB), na última terça-feira (20), pelo secretário-geral da Mesa da Câmara Federal, Mozart Viana.

Enquanto fazia seu discurso de protesto contra o encerramento abrupto de sessão solene, em homenagem aos 90 anos da Coluna Prestes, a deputada Alice Portugal foi atacada pelo secretário-geral Câmara e ex-assessor de Aécio Neves, que se dirigiu com o dedo em riste contra a parlamentar para negar a responsabilidade da Secretaria-Geral pelo episódio.

Segundo Alice, a sessão deveria começar ao meio-dia, mas, por atraso da anterior, só foi iniciada às 13h. Passados 50 minutos, o deputado Inocêncio Oliveira (PR-PE) assumiu a presidência da Mesa Diretora e encerrou o evento, “sem qualquer cuidado, respeito ou informação aos convidados sobre o motivo do encerramento”, denuncia a deputada.

Para Ivânia Pereira, a atitude do secretário da mesa foi uma clara demonstração do machismo presente na política e na sociedade em geral. “Não podemos nos calar diante de atitudes como essas que comprovam o machismo enfrentado pelas mulheres. Nunca é demais lembrar que o Brasil fica atrás de mais de 100 países no ranking da participação de mulheres no poder Legislativo nacional. Parabéns à Alice Portugal por não aceitar o desrespeito injustificável”, destacou a sindicalista.

Inconformada com a atitude de Mozart Viana, Alice Portugal afirmou que a agressão é “intolerável” e que a retratação do secretário é necessária “para que não se faça hábito violar a legitimidade da tribuna, local onde só o povo, com o voto, pode fazer ecoar ou calar um representante”.

Assista o vídeo do episódio:

 

Portal CTB com agências

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.