24
Ter, Out

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

O Coletivo Internacional da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) reuniu-se nesta terça-feira (22) na sede do Centro Nacional de Estudos Sindicais e do Trabalho (CES) para debater a conjuntura política internacional, apresentar um balanço das atividades realizadas neste ano e também projetar suas próximas ações para 2017.

CTB integrará comissão executiva da Comunidade Sindical dos Países de Língua Portuguesa

Coube ao assessor político da CTB, Umberto Martins, expor sobre o cenário político atual. Segundo ele, esta nova onda conservadora que avança sobre todo o planeta é consequência da crise econômica e geopolítica. “Os novos arranjos, como os Brics (bloco composto por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) e seu banco próprio como alternativas ao FMI e ao Banco Mundial, configuram a crise na hegemonia dos Estados Unidos”, lembrou.  

Ele acredita que os Estados Unidos reagiram ao ciclo de governos progressistas e de esquerda na região com suas intervenções que desencadearam nos golpes em Honduras (2009), Paraguai (2012) e agora no Brasil.

O vice-presidente da central, Nivaldo Santana, acredita que este novo ciclo de “radicalização do liberalismo” terá muito impacto na sociedade e na classe trabalhadora. "Esta situação merece um acompanhamento mais de perto", alertou.

Um dos assuntos abordados pelos participantes foi a eleição do presidente norte-americano Donald Trump e como suas ações refletirão no Brasil. Sobre o tema, o secretário de Relações Internacionais, Divanilton Pereira, pensa que “há uma incerteza sobre os desdobramentos deste resultado", frisou.

Foi convidada para compor a mesa a presidenta do Sindicato dos Auxiliares de Administração Escolar de Minas Gerais (Saaemg), Rogerlan Augusta de Morais, que participou pela primeira vez do encontro e integrará o coletivo.

Após informes dos dirigentes sobre as atividades internacionais que participaram em nome da CTB, Divanilton expôs o balanço anual e as projeções da secretaria para o próximo ano.

No fim do encontro, a secretária de Imprensa e Comunicação, Raimunda Gomes, Doquinha, entregou para Divanilton um livro sobre os 100 anos do Ministério do Trabalho de Portugal recebido em visita ao país.

doquinha divanilton livro portugal

Todos os presentes reconheceram o avanço e protagonismo, cada vez maior, da central, que completa nove anos em dezembro, no cenário internacional. 

Portal CTB

0
0
0
s2sdefault
Em protesto contra nova lei trabalhista, movimento sindical prepara ato nacional     10 de novembro