Sidebar

17
Qui, Jan

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Na última sexta-feira (7), a Missão Paz em São Paulo - centro de acolhida aos migrantes, imigrantes e refugiados - realizou seu terceiro seminário “Vozes e Olhares Cruzados” que teve como tema “Os estrangeiros e o mundo do trabalho, entre o sonho e a realidade”, a CTB foi representada no evento por sua assessora Jenny Dauvergne. 

Durante o debate, migrantes de vários países tiveram a oportunidade de contar suas trajetórias no Brasil. Este foi o caso da peruana Ana Milagros que denunciou, em sua fala, a exploração de mão-de-obra barata. Ela contou que chegou a se sujeitar a trabalhar mais de 12 horas por dia em condições degradantes num restaurante por um salário de 17 reais por mês. 

Outro relato foi o da boliviana Blanca, que costurava das 7 horas da manhã até às 10 da noite com apenas uma refeição por dia. “Demorei cinco meses trabalhando assim para pagar minha dívida com os coiotes que me trouxeram para o Brasil”, revelou.

As duas conseguiram ajuda na Casa do Migrante, de acordo com a entidade 90% dos acolhidos são imigrantes e/ou solicitantes de refúgio em sua maioria haitianos, africanos e latino-americanos. 

Após apresentações culturais, no fim do encontro foi lançada a 74ª edição da Revista Travessia que destaca a migração paraguaia em São Paulo. Os paraguaios representam um dos maiores fluxos migratórios da região na última década.

Para saber mais sobre o trabalho da Missão Paz acesse: http://www.missaonspaz.org/ 

 

Portal CTB  

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.