Sidebar

15
Sáb, Jun

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

A 1ª Conferência Nacional de Vigilância em Saúde (CNVS) começa hoje e termina na sexta-feira (2). “Ao longo desta semana iremos discutir a formulação de uma política nacional para que surtos epidemiológicos possam ser evitados com informação e prevenção”, diz Elgiane Lago, secretária de Saúde da CTB.

A conferência ocorre no Centro de Eventos da Ascade, em Brasília, organizada pelo Conselho Nacional de Saúde (CNS). “Finalmente vamos reunir as delegadas e os delegados de todo o país para propormos melhorias na prevenção ás doenças. Sempre é melhor prevenir do que remediar”, diz Lago.

Com cerca de 2 mil participantes, o objetivo do evento é construir a Política Nacional de Vigilância em Saúde, que vai nortear as ações do Ministério da Saúde na área. 

Programação completa aqui.

O tema central será “Vigilância em Saúde: Direito, Conquistas e Defesa de um Sistema Único de Saúde (SUS) Público de Qualidade”. Porque, “além da questão da vigilância, estaremos mais uma vez reforçando a necessidade de se melhorar o SUS, em vez de extingui-lo”, sintetiza a sindicalista gaúcha.

Entre os palestrantes estão o presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Jarbas Barbosa, a procuradora do Ministério Público de Contas do Estado de São Paulo, Élida Graziane, o professor do Departamento de Ciências Farmacêuticas da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Norberto Rech, e o ex-ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Aldo Rebelo.

De acordo com informações do CNS, em todo o processo de debates em conferências municipais, estaduais, conferências livres e uma plenária nacional realizada no Rio de Janeiro, foram tiradas 170 propostas para serem debatidas na Conferência Nacional.

O CNS informa ainda que a Vigilância em Saúde inclui a vigilância sanitária, a epidemiológica, a ambiental e a de saúde do trabalhador, com atividades de prevenção e promoção da saúde. Com as ações da área, é possível promover mais qualidade de vida.

Relatório Nacional Consolidado aqui

“A nossa luta em defesa do SUS é constante, porque um sistema amplo e completo como é  o SUS, que foi construído através de muita luta e que vem para atender a demanda da população  que mais necessita de assistência pública e de qualidade não pode simplesmente desaparecer”, afirma Lago. “A CTB e o CNS atuam incansavelmente na luta pela permanência e manutenção deste sistema que é nosso”.

Serviço

O que: 1ª Conferência Nacional de Vigilância em Saúde (CNVS)

QuandoTerça-feira (27) a Sexta-feira (2)

Onde: Centro de Eventos da Ascade (SCES Trecho 2, Conjunto 10, Lote 18, Asa Sul, Brasília)

Marcos Aurélio Ruy – Portal CTB

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.