Sidebar

21
Qui, Fev

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Na última terça-feira (9), integrantes do Grupo de Trabalho “Ditadura e Repressão aos Trabalhadores e ao Movimento Sindical”, da Comissão da Verdade, se reuniram na sede da CTB, em São Paulo para debater, entre outros temas, a sistematização de tudo o que foi descoberto em relação à violação dos direitos humanos contra a classe trabalhadora durante a ditadura militar brasileira (1964-1985) para ser incorporado ao relatório da CNV.

Os participantes do encontro debateram, nesta última etapa do trabalho, a sistematização de tudo o que foi descoberto por meio dos arquivos e testemunhos de quem viveu o período. Estas informações serão incorporados ao relatório que conterá as recomendações que o órgão fará ao Estado.

O GT realizou diversos atos sindicais unitários para lembrar o terror vivido naqueles tempos e homenagear os trabalhadores que resistiram ao regime apesar da tortura, perseguição e morte. A classe trabalhadora, que estava conseguindo conquistas até então, sofreu com a dura repressão e corte de direitos.

Entre as denúncias dos graves crimes e violações dos direitos humanos, o grupo também cobrará a responsabilização dos empresários que colaboraram com a ditadura. “Ninguém vai enrolar os trabalhadores brasileiros”, disse o membro da Comissão Nacional de Direitos Humanos do PCdoB, Jamil Murad, ao lembrar da atuação que as empresas tiveram no planejamento e execução do golpe.

O relatório final da Comissão Nacional da Verdade deve ser entregue à presidenta Dilma Rousseff no dia 16 de dezembro de 2014.

Saiba mais sobre o GT no blog: http://trabalhadoresgtcnv.org.br/

Portal CTB 

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.

Últimas notícias