24
Ter, Out

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times
Os servidores em greve do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) tentam agendar uma reunião com o ministro da Previdência Social, José Barroso Pimentel, que participa na sexta-feira de uma audiência pública na Assembleia Legislativa em Florianópolis.

O encontro entre servidores e o ministro está sendo acertado pela bancada catarinense do PT, que se comprometeu com a categoria na última sexta-feira durante a visita do presidente Luiz Inácio Lula da Silva a Itajaí, no Litoral Norte.

Na ocasião, um grupo de trabalhadores do INSS protestou em frente ao Parque de Exposições da Marejada, local da visita do presidente. Os servidores apresentaram as reivindicações da categoria, como a manutenção da jornada diária de seis horas de trabalho.

A assessoria da deputada estadual licenciada Ana Paula Lima (PT) confirmou a intenção do partido em intermediar uma reunião entre os servidores e o ministro, mas o horário e a data não foram confirmados.

De acordo com a assessoria do Sindicato dos Previdenciários de Santa Catarina (Sindprevs/SC), um grupo de servidores deverá comparecer à Assembleia Legislativa na sexta-feira, onde aguardará pelo ministro.

Pimentel participa de uma audiência pública às 14h sobre a rede do INSS em Santa Catarina.

Greve

Os servidores do INSS estão em greve desde 16 de junho. Segundo a assessoria do órgão, das 50 agências do Estado, o atendimento é parcial em sete unidades. Nas demais, os serviços são feitos normalmente.

A informação do INSS é contestada pelo Sindprevs, que contabiliza uma paralisação de 70% dos servidores em Santa Catarina.


0
0
0
s2sdefault
Em protesto contra nova lei trabalhista, movimento sindical prepara ato nacional     10 de novembro