Sidebar

21
Qui, Mar

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

A paralisação dos servidores do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS), iniciada no dia 16 de junho, pode estar próxima do fim. Amanhã, militantes dos estados participam de uma Plenária Nacional, em Brasília, onde votam pelo fim ou manutenção do movimento. Segundo as informações do Sindicato dos Servidores Públicos Federais em Saúde, Trabalho, Previdência Social e Ação Social do Estado do Paraná (SindPrevesPR), em plenária no dia 11 de julho, após 26 dias de paralisação a avaliação é de que há dificuldades de manter a greve com o retorno d vários servidores aos trabalhos. “No Paraná, os integrantes do movimento em assembleia realizada hoje (ontem) definiram pela manutenção da greve, mas ainda dependemos do que será discutido em Brasília nesta quarta-feira”, disse a vice-presidente do sindicato, Jaqueline Mendes de Gusmão.


Em Curitiba e Região Metropolitana, o atendimento nas agências da Previdência Social segue parcial. Apenas as perícias pré-agendadas estão sendo realizadas, segundo as informações da assessoria do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) de Curitiba.
Ainda conforme as informações do SindPrevsPR, na plenária de Brasília foi aprovada resolução para as Assembleias Estaduais de Greve, analisarem todos os aspectos sobre a continuidade ou suspensão do movimento, com a conseqüente tomada de deliberação sobre os rumos da paralisação. (AE

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.