Sidebar

23
Qui, Maio

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

A Praça Ramos, no centro da capital paulista, será o paldo onde dirigentes e militantes de todas as centrais sindicais brasileiras, bem como da Frente Brasil Popular e da Frente Povo sem Medo, promoverão o lançamaneto do abaixo-assinado em defesa da Previdência e das aposentadorias públicas, ameaçadas pela PEC 06/2019 encaminhada por Jair Bolsonaro à Câmara dos Deputados.

O evento começa às 10 horas. Na ocasião será utilizada a Calcularoda da Aposentadoria criada pelo Dieese, que permite ao trabalhador estimar o tempo que falta para sua aposentadoria e o valor do benefício pelas regras atuais e de acordo com o projeto do governo Bolsonaro. Iniciativas semelhantes serão implementadas em todo o território nacional, segundo os sindicalistas.

Campanha de conscientização

“Temos de realizar uma grande campanha de conscientização do povo”, observou o presidente da CTB, Adilson Araújo. A luta contra a reforma de Bolsonaro se dá em diferentes instâncias políticas e sociais. No próximo 9 está prevista uma manifestação no aeroporto de Brasília com o objetivo de sensibilizar os parlamentares contra os retrocessos inaceitáveis embutidos na proposta do governo.

O governo enfrenta sérias dificuldades no Parlamento e está longe de contar com a maioria qualificada necessária para aprovar sua Proposta de Emenda Constitucional. Por isto, a mobilização das centrais e da classe trabalhador com a perspectiva de decretar uma greve geral é fundamental para derrotar Bolsonaro e preservar os direitos previdenciários duramente conquistados pela classe trabalhadora.

O abaixo-assinado que será encaminhado à Câmera Federal denuncia: “Esta Proposta de Emenda à Constituição dificulta o acesso à aposentadoria, aumenta o tempo de contribuição e de trabalho, diminui o valor dos benefícios e ameaça a existência da seguridade social (aposentadoria, benefícios da assistência social como o BPC e as políticas de saúde). Mas não combate a sonegação das empresas devedoras da previdência, mantém privilégios e incentiva a previdência privada (os planos de capitalização), que só beneficia os banqueiros. Por isso pedimos: Vote NÃO À PEC 06/2019! Defenda a aposentadoria e a seguridade social do povo brasileiro”.

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.