Sidebar

24
Dom, Mar

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Na manhã desta segunda-feira (13), em assembleia realizada no Ginásio dos Bancários, os professores da Rede Municipal de Salvador, verdadeiros guerreiros e guerreiras, aprovaram a suspensão da greve, após 34 dias de luta e resistência!

Diante da inflexibilidade do Executivo em não atender a pauta de reivindicações dos professores, a APLB-Sindicato levou a greve dos educadores municipais a um patamar histórico! O enfrentamento ao Executivo Municipal foi transformado em aulas de cidadania, com muita ludicidade e comprometimento, que foi recebido com o apoio incondicional da sociedade soteropolitana.

A greve caminhou pelos quatro cantos da cidade alta, da cidade baixa, do Subúrbio Ferroviário a Itapuã, do Bomfim ao Itaigara, do Centro ao Comércio, debaixo de sol e chuva, realizando caravanas, com cantorias, vigílias, ocupação, além de outras bonitas ações, cujo desafio foi de lutar contra aqueles que retiram os direitos dos trabalhadores (as), que não respeitam os educadores (as) e não tratam a educação pública como prioridade.

Impossível não registrar a agressão feita por prepostos da guarda municipal quando investiu contra os professores, na sua maioria mulheres, com bombas de gás lacrimogêneo, spray de pimenta e armas com balas de verdade. As corajosas mulheres e homens não arredaram pé e mantiveram-se firmes, transformando-se nas Marias Quitérias, Marias Filipas… E como diz o Hino ao Dois de Julho: “Com tiranos não combinam, brasileiros corações".

A luta não acaba! Novas estratégias e novos enfrentamentos devem ser realizados para barrar o avanço da direita, impedir a retirada de direitos dos trabalhadores (as), defender a democracia no nosso país e na nossa cidade. Isso é tarefa de todos nós! Derrotamos o Prefeito nas ruas e derrotaremos nas urnas!

Como sempre, a votação foi encaminhada com duas propostas: 1) manutenção da greve; 2) suspensão da greve. A categoria decidiu por maioria em assembleia pela suspensão da greve. Os professores (as) de Salvador demonstram com essa decisão o seu compromisso com os seus alunos e com toda a comunidade escolar.

As aulas serão retomadas a partir da terça-feira (14), e a direção da APLB-Sindicato irá discutir Parâmetros para a construção dos calendários de reposição das aulas pelos professores, equipe gestora (coordenadores pedagógicos, diretores, vice-diretores) pais, e alunos, nas suas respectivas unidades escolares.

A greve foi vitoriosa!

Prevaleceu a unidade, a força e a energia da categoria!

A luta continua!

APLB entrega documento ao Executivo Municipal com a decisão da categoria

Com a suspensão da greve, a direção da APLB-Sindicato cumpriu a tarefa de informar oficialmente ao Executivo Municipal sobre a decisão da categoria de suspensão da greve. O documento endereçado ao prefeito foi entregue ao Secretário de Gestão Tiago Dantas e ao secretário da Educação Bruno Barral, nesta tarde de segunda-feira.

O documento reafirma a negociação com o prefeito – que deverá ocorrer até sexta-feira – para tratar das cláusulas econômicas, assim como o cumprimento do que já foi tratado em mesa de negociação, no que se refere a eleição para diretores escolares e o concurso público. A direção aproveitou a oportunidade para tratar do pagamento integral dos salários e a devolução dos valores descontados referentes ao mês de julho, bem como da reposição das aulas. A APLB-Sindicato deixou claro que apresentará parâmetros para a construção dos calendários de reposição a serem feitos pela comunidade escolar, nas suas respectivas escolas.

A direção da APLB-Sindicato, como sempre faz, manterá todos informados!

Fonte: APLB-Sindicato

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.