Sidebar

17
Qui, Jan

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Em Salvador, os funcionários do Banco do Brasil realizaram manifestações contra a reestruturação do banco proposta pelo governo Temer. Os empregados foram trabalhar nas agências vestindo-se de preto, numa paródia ao Black Friday - promoção relâmpago que acontece hoje em todo o país.

Os manifestantes alegam que o governo colocou os empregos em liquidação. Bancários e movimentos sociais realizaram um ato público.

Para o dirigente da CTB Augusto Vasconcelos, presidente do Sindicato dos Bancários da Bahia, o desmonte do BB promovido pelo governo Temer vai prejudicar também os clientes.

"Querem esvaziar o banco, extinguir setores, cortar funcionários, fechar agências e reduzir as funções, viabilizando os interesses do sistema financeiro que está de olho no patrimônio público", diz ele.

Também presente no ato, o presidente da CTB-Bahia, Aurino Pedreira, destacou também todos as atividades do Dia Nacional de Lutas em todo o país.

"Precisamos ocupar as ruas e manter ativa a luta contra as ameaças de retirada de direitos, que está em curso no país. Só a mobilização da classe trabalhadora e dos movimentos sociais será capaz de barrar o desmonte do estado e a precarização das relações de trabalho no país".

O Banco do Brasil lucrou R$ 7,16 bilhões entre janeiro e setembro deste ano.

bancobrasil.jpg

Portal CTB

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.