Fonte

O Sindimetal-Rio esteve, no dia 14 de junho, em duas frentes de ações organizadas pelos trabalhadores do Eisa, na Ilha do Governador. Uma parte da direção do Sindicato fez uma reunião na porta do estaleiro, enquanto outra esteve na entrada da Ilha. O objetivo foi debater com os ex-funcionários medidas para garantir os direitos trabalhistas e a retomada dos empregos.

Apesar de uma adesão aquém do necessário, vários trabalhadores confirmaram a disposição de luta pelos seus direitos. O presidente do Sindicato, Jesus Cardoso, explicou que a entidade tenta uma reunião emergencial com a KPMG (administradora da recuperação judicial) para ter mais informações sobre os motivos do adiamento da assembleia dos credores e para quando será remarcada uma nova data.

O presidente da CTB-RJ, Paulo Farias, levou o apoio aos trabalhadores e disse que a Central somará todos os esforços para garantir a retomada do setor naval e dos empregos, neste momento de crise política e econômica do governo Temer.

O Sindicato informará aos trabalhadores os novos encaminhamentos assim que tiver uma posição concreta dos credores, do estaleiro e de uma nova data da assembleia de recuperação judicial.

Texto e imagens: Marcos Pereira | Sindimetal-Rio