Sidebar

16
Qua, Jan

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Os metroviários de São Paulo promovem nesta quinta-feira (20) na sede do Sindicato uma assembleia para decidir a realização de uma paralisação da categoria contra a terceirização e privatização das bilheterias do sistema.  

"O Metrô continua a implantação das bilheterias terceirizadas. Depois da Linha 5, já iniciou o treinamento dos bilheteiros terceirizados para atuação nas Linhas 2 e 1. Com relação à privatização da Linha 5, o leilão foi adiado para 28/9 apenas para dar mais tempo para as empresas interessadas se organizarem melhor. É preciso preparar a paralisação contra a terceirização e a privatização", defende Rodrigo Kobori, secretário do Depto. Jurídico do Sindicato dos Metroviários.

Nos dias 18 e 19, os metroviários promoveram atos públicos nas estações Jabaquara e Ana Rosa. Nesta quarta-feira em Itaquera (20/7) e Capão Redondo (21/7), todos a partir das 13h. Durante a atividade, foram distribuídas aos usuários do metrô uma Carta Aberta à População denunciando os processos de privatização e terceirização.

No próximo dia 24, os metroviários trabalharão sem uniforme e realizarão um grande ato público na estação Sé, no dia 25, a partir das 17h. O Sindicato também busca o caminho judicial para barrar as privatizações.

Portal CTB

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.