Sidebar

09
Dom, Dez

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Num gesto simbólico de homenagem ao ex-presidente Lula, as principais centrais sindicais brasileiras (CSB, CTB, CUT, Força Sindical, Nova Central e UGT) farão, pela primeira vez, um ato conjunto de 1º de Maio e será na cidade de Curitiba, onde o ex-presidente está preso desde sábado (7). 

O evento será à tarde e contará com a presença das lideranças sindicais, dos movimentos sociais e representantes de entidades nacionais e internacionais para um ato de solidariedade e  denúncia pública da arbitrariedade cometida contra Lula.

A pauta do ato incluirá as bandeiras de ordem da classe trabalhadora, com reivindicação de investimento, crescimento econômico e desenvolvimento industrial, contra a privatização do sistema elétrico e pela revogação da reforma trabalhista. 

A decisão foi tomada em reunião realizada na quarta-feira (11), em São Paulo, e formalizada nesta quinta (12). Há também a programação de um ato especial no dia de aniversário do golpe parlamentar contra Dilma Rousseff, aprovado pela Câmara dos Deputados em 18 de abril de 2016. Em breve, a agenda completa e atualizada de ações definida pelas centrais. 

Atos estaduais

As centrais sindicais farão em suas cidades os eventos já programados no período da manhã. Na parte da tarde, dirigentes seguirão para a capital paranaense, onde haverá um ato previsto para às 17h.

Segundo o secretário-geral da CTB, Wagner Gomes, o 1º de maio será um ato em solidariedade ao ex-presidente e também vai discutir as principais reivindicações da classe trabalhadora, contrários à proposta do governo de reforma previdenciária, e pela revogação da reforma trabalhista.

Portal CTB

 

0
0
0
s2sdefault