Sidebar

20
Seg, Maio

Rurais
Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Trabalhadores rurais acampados da reforma agrária movimentaram o município de Jordânia, no Vale do Jequitinhonha (MG), nesta sexta-feira (15) para protestar contra os conflitos que vêm acontecendo no Acampamento Vida Nova. O presidente Vilson Luiz da Silva, diretores e assessores da Fetaemg (Federação dos Trabalhadores em Agricultura de MG) coordenaram a mobilização junto com representantes do Sindicato de Trabalhadores Rurais de Jordânia. Representantes do Incra e da Comissão Pastoral da Terra estiveram presentes.

O acampamento Vida Nova foi montado há seis anos, onde atualmente vivem 23 famílias que ocupam uma área em torno de 918 hectares. De acordo com o Sindicato, essas famílias vêm sofrendo ameaças que se intensificaram desde 2013. Conforme as denúncias apresentadas, barracos foram queimados e os acampados vêm sofrendo ameaças de morte. Apesar de denunciarem às autoridades competentes, as ameaças continuam e mais casas foram queimadas, destruindo bens das famílias.

Há o temor que uma tragédia maior possa acontecer caso nenhuma medida seja tomada. Ás famílias acampadas esperam que haja uma investigação para os crimes e que a área seja regularizada.

Desde o início, a situação vem sendo acompanhada pela Fetaemg que já acionou os órgãos competentes para solucionar os conflitos e também o Incra para regularizar a situação dos acampados, transformando a área em assentamento.

Fonte: Fetaemg

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.

Conferência Nacional

banner cndr 2015

Últimas notícias rurais