Sidebar

19
Dom, Maio

Rurais
Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times
Iniciou nesta quarta-feira (7) e segue até quinta-feira (8), no Centro de Estudo Sindical da CONTAG, em Brasília-DF, a reunião com presidentes e secretários(as) de políticas sociais.
 
A reunião tem como objetivo abrir um debate sobre as Eleições 2018 (Legislação Eleitoral, Candidaturas, Estratégias e Encaminhamentos); a Reforma da Previdência; a Sustentabilidade  Político-Financeira (INSS Digital, Regularização de Entidades Sindicais, CNIS Rural e Oficinas Estaduais); Plano Safra da Agricultura Familiar; Fórum Alternativo Mundial da Água (FAMA); e o Dia Internacional  da Mulher (8 de março).
 
 “Diante de tantos desafios postos, cabe ao Movimento Sindical dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (MSTTR), manter as candidaturas orgânicas do MSTTR ou que se alinhem com a defesa dos direitos dos homens e mulheres do campo; as mobilizações contra a “reforma” da Previdência; e o apoio ao direito do ex-presidente Lula, ser candidato”, destaca o presidente da CONTAG, Aristides Santos.
 
Especificamente sobre as eleições 2018, Aristides, ressaltou: “Faremos aqui um debate sobre o levantamento dos candidatos(as) orgânicos(as)  do Movimento Sindical ou que estejam alinhados com a defesa do Projeto Alternativo de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário (PADRSS) para atuarem nas Assembleias Legislativas e no Congresso Nacional”.
 
Sobre a proposta de “reforma” da previdência, a secretária de Políticas Sociais da CONTAG, Edjane Rodrigues, enfatizou que a CONTAG Federações e Sindicatos, continuarão: “mobilizados através de audiências públicas, de visitas aos gabinetes parlamentares no Congresso Nacional, de ações nas ruas e em locais estratégicos contra a proposta de ‘reforma’ da Previdência”. 
 
 
Edjane, ainda trouxe como pontos fundamentais da reunião em sua fala, a mobilização do Movimento Sindical para a realização do Dia Internacional da Mulher Rural (8 de março), que tem como tema central: “Margaridas na Luta por DEMOCRACIA e garantia de DIREITOS”, e eixos: (Em defesa da previdência social; pela democracia e protagonismo das mulheres na política; e pela vida das mulheres e contra todas as formas de violência). E o FAMA, que acontecerá entre os dias 17 e 22 de março de 2018, em Brasília – DF, com o objetivo de unificar a luta contra a tentativa das grandes corporações em transformar a água em uma mercadoria, privatizando as reservas e fontes naturais de água, tentando transformar este direito em um recurso inalcançável  para  muitas populações, que, com isso, sofrem exclusão social, pobreza e se vêm envolvidas em conflitos e guerras de todo o tipo.
 
 “Pretendemos sair daqui com uma agenda de trabalho construída coletivamente com a visão das nossas 27 Federações. Manteremos em 2018 nossa luta, unidade e resistência em defesa da soberania nacional e pelos direitos dos povos do campo, das florestas e das águas”, afirmou o presidente da CONTAG, Aristides Veras.
 
Contag - Barack Fernandes
 
0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.

Conferência Nacional

banner cndr 2015

Últimas notícias rurais