Sidebar

22
Seg, Jul

Rurais
Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Começou em Florianópolis na terça-feira (22) e prossegue até quinta-feira (25) a Jornada Temática de Políticas Públicas para Mulheres Trabalhadoras Rurais da região Sul. O evento é realizado no Morro das Pedras Praia Hotel em Florianópolis. O trabalho tem por objetivo criar uma pauta com as demandas das mulheres trabalhadoras rurais do sul do país, que integrará o documento nacional.

Organizado pela CONTAG com apoio da FETAESC, a Jornada tem por objetivo debater e traçar estratégias para a inserção e protagonismo das mulheres trabalhadoras rurais nos territórios rurais como forma de fortalecimento de sua atuação política e também para a definição de pautas estratégicas da Marcha das Margaridas a partir da realidade local.

As três Coordenadoras Estaduais dos três estados da região sul, Agnes Weiwanko (FETAESC/SC), Inque Schneider (FETAEP/PR) e Maria Marucha Vettorazzi, (FETAG/RS) participam e foram unanimes em reafirmar o compromisso na defesa e valorização das mulheres do meio rural.

A Secretaria Nacional de Mulheres da CONTAG, Alessandra Lunas, na abertura do encontro fez um relato cronológico dos últimos 30 anos de lutas das mulheres do campo, das águas e das florestas e suas conquistas. “O Trabalho realizado pelo Movimento Sindical das Mulheres do Brasil nos últimos 30 anos tem que ser lembrado. Muitas foram às conquistas. Hoje conquistamos inclusive o beneficio da posse conjunta do imóvel. De realizar exames de comprovação de violência doméstica nas unidades de saúde. Ou seja, muito já foi feito e por isso a participação de todas vocês na Marcha das Margaridas é importante para que a luta possa continuar tanto na defesa quanto na garantia dos direitos já conquistados”, disse.

Destaques do 1º dia

O evento tem uma programação repleta de atividades como palestras, painéis, místicas, trabalhos em grupo e plenárias. O primeiro Painel Temático teve como tema: Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário aconteceu no 1º dia do encontro. A partir da ótica da região sul onde participaram além de Alessandra Lunas, da CONTAG, Regina Miranda da EMATER/RS, Karen Friedrich, Pesquisado da FIOCRUZ/RJ e Suelen Secchi Martinelli, Doutoranda do Centro de Ciência e Saúde.

Entre os pontos abordados, ainda na terça-feira, durante a Jornada, destacam-se:

1. Refletir sobre a importância da agroecologia e do crescimento do trabalho assalariado e fortalecer a organização das mulheres no MSTTR, refletindo sobre a realidade das trabalhadoras da região Sul, das demandas e desafios a serem enfrentados. Debates e construção de estratégias que venham subsidiar e enriquecer a pauta da Marcha das Margaridas.

2. Situar as participantes da realidade do modelo de desenvolvimento rural sustentável e solidário, apontando os desafios para a produção agroecológica, e a consciência da agroecologia para as mulheres do campo, florestas e águas. Apontar os possíveis desafios para a luta das mulheres com relação a construção de pautas que interfiram nas questões estruturantes, na perspectiva de uma vida economicamente sustentável, saudável e viável, com justiça e igualdade no campo.

3. Apontar pautas e ações estratégicas para fortalecer a ação das organizações de mulheres nos territórios, desenvolvimento rural nos estados da região Sul e contribuição para o PPA 2016/2019.

4. Refletir sobre as consequências do uso de agrotóxicos na região Sul, em especial para as mulheres, no sentido de estimular e desenvolver uma agricultura sustentável, respeitando a natureza e buscando produções economicamente possíveis e produzindo alimentos saudáveis. Contribuir na reflexão da importância de que “somos o que comemos” apontando pautas que possam indicar novas políticas públicas que incidam na valorização de produtos livres de agrotóxicos, incentivando as agriculturas que estão nesta perspectiva.

Fonte: Fetaesc

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.