Sidebar

20
Seg, Maio

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Foi realizado entre os dias 25 e 29 de janeiro, na cidade de Limeira (SP), o Seminário “Fundamentos Filosóficos, Psicológicos e Didáticos da Pedagogia Histórico-Crítica”, organizado pelo Centro Nacional de Estudos Sindicais e do Trabalho (CES).

A pedagogia Histórico-Crítica coloca a prática social como ponto de partida e chegada do processo de ensino, que tem o potencial para instrumentalizar os sujeitos para ação e transformação da realidade. Outro aspecto importante reside na conexão entre teoria e prática que permite ao estudante, através do domínio do conhecimento sistematizado interferir em sua realidade, transformando-a.

A mesa de abertura foi composta pela coordenadora geral do CES, Gilda Almeida, a coordenadora de comunicação do CES, Kátia Gaivoto, o coordenador técnico do CES, Augusto César Petta e a secretária de cultura e Formação da CTB, Celina Arêas.
Segundo Kátia Gaivoto, que é também a responsável técnica pelo Curso Estadual de Formação de Formadores em Minas Gerais, o seminário é um encontro muito importante. “Ele é oriundo de uma decisão que tivemos juntos durante o nosso planejamento estratégico situacional. Acredito que sairemos daqui aprofundados na teoria, com entusiasmo e mais responsabilidade para organizar a classe trabalhadora”, contextualiza.

Participaram do seminário as assessoras e formadoras da Fetaemg, Maria Aparecida da Silva e Josefina Baetens, em um grupo composto por formadores e formadoras que atuam nos processos formativos da entidade e de suas entidade de origem e que foram convocados perante critérios como envolvimento dos participantes nas atividades e cursos em nível nacional ou estadual do CES.

Dermeval Saviani e a Pedagogia Histórico Crítica

Abrindo a programação do Seminário, o professor Dermeval Saviani, autor da teoria pedagógica histórico-crítica, falou sobre origem, desenvolvimento e situação atual da Pedagogia Histórico-Crítica.

Graduado em filosofia pela PUC-SP em 1966, Dermeval Saviani é doutor em filosofia da educação (PUC-SP, 1971) e livre-docente em história da educação na Unicamp desde 1986, tendo realizado pós-doutorado nas universidades italianas de Pádua, Bolonha, Ferrara e Florença, em 1994 a 1995. Atualmente é coordenador geral do Grupo Nacional de Estudos e Pesquisas “História, Sociedade e Educação no Brasil”, professor emérito da UNICAMP e pesquisador emérito do CNPq.

O pensamento educacional de Saviani é responsável por mediar grande parte do processo educacional brasileiro da contemporaneidade, estendendo suas influências à pratica pedagógica de todas as disciplinas do currículo escolar. Ela surgiu em torno de 1979 com o objetivo de constituir uma passagem da visão crítico-reprodutivista à visão crítico-dialética, que significa compreender a Educação no contexto da sociedade e de sua organização visando sua transformação.

Em sua teoria ele defende a síntese entre qualidade-quantidade, que no uso de métodos adequados estimule a iniciativa e leve em conta os interesses e necessidades de quem estuda, além de seus ritmos de aprendizagem.

Na sequência, proferiram palestras os professores Newton Duarte e Tiago Nicola Lavoura e as professoras Ligia Marcia Martins e Ana Carolina Galvão Marsiglia.

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.