Sidebar

25
Sáb, Maio

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times
A  Federação  dos Trabalhadores da Construção Civil e Mobiliário do Estado de São Paulo- FETICOM/SP e o Centro de Estudos Sindicais  - CES realizaram um Seminário, nos dias 30 e 31 de outubro, cujo público-alvo foram diretoras, assessoras e funcionárias da Federação e dos  Sindicatos filiados.O evento, que contou com a participação de 38 mulheres, realizou-se na Colônia de Férias da FETICOM, em Mongaguá-SP.

Tratou-se de uma experiência nova, em que se procurou  combinar temas de conteúdo relativo à Sociologia e Ciência Política, com temas relativos à Psicologia,assim como combinar  técnicas expositivas com debates e questionamentos, com técnicas de dinâmica de grupo. Após a abertura, em que estiveram presentes dirigentes da FETICOM e do CES, coube a primeira exposição à Diretora para Assuntos da Mulher, Idoso e Adolescente da CNTI Sônia Zerino  da Silva, que abordou o tema "Mulher Trabalhadora na Construção Civil". Logo em seguida, o Pedagogo e Pós-Graduando em Economia do Trabalho, Marcos Roberto Emílio desenvolveu o tema  ¨ Gestão Sindical e Relações Humanas". Coube à Psicóloga Clínica e Psicodramatista  Lea Maria de Arruda , utilizando várias técnicas de Dinâmica de Grupo, abordar o tema"Relações Humanas no Mundo do Trabalho". No último período, a Professora e Socióloga  Marcia Regina Viotto tratou do tema "A Mulher no Mundo do Trabalho".

O curso foi acompanhado durante todo o seu transcorrer pelos diretores da FETICOM Aparecido de Moraes e Milton Alves, que contaram com a participação muito valiosa da secretária Elaine. Na fase preparatória, contamos com a contribuição do assessor do CES, Silvio de Almeida Silva. Destaca-se a participação muito ativa das mulheres que estiveram presentes no curso. Mesmo estando, num final de semana  numa Colônia de Férias, que se situa , em Mongaguá, há poucos metros da praia, permaneceram no curso, com muito entusiasmo, durante todo o tempo de duração.

Durante o curso, a professora Lea contou a estória da águia e da galinha. Resumidamente, trata-se de um filhote de águia que vivia junto com as galinhas e que, inicialmente passou a ter o comportamento das galinhas, sem desenvolver as potencialidades da águia. O que significa na prática não saber voar. E, com muita persistência, um dia conseguiu voar muito alto. A professora  , aproveitando o exemplo, disse às participantes do curso que elas, enquanto mulheres  deveriam voar alto, no sentido da sua realização enquanto  seres humanos conscientes e não se sujeitar  a uma situação de submissão a que as mulheres, muitas vezes, são colocadas, na nossa sociedade.

A avaliação do curso - feita pelos próprios participantes e pelos professores que estiveram também presentes durante o tempo todo-  é muito positiva, apontando no sentido da continuidade desse processo de formação, que precisa ser contínuo.

Augusto César Petta   é professor e Coordenador-Técnico do Centro de Estudos Sindicais- CES

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.