Sidebar

17
Qui, Jan

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

CARTAZ-ENCONTRO-mulheres-2
A Confederação dos Servidores Públicos do Brasil (CSPB) realiza seu 1º Encontro Nacional de Mulheres na quinta-feira (28) e sexta-feira (29) em Luziânia (GO) com o tema O Protagonismo da Mulher nas Relações Sociais, Políticas e Sindicais. “Vejo este encontro com uma quebra de paradigmas no movimento sindical e na CSPB, porque as mulheres sempre foram vistas como subservientes à vontade masculina, sempre sendo colocada em segundo plano. Mas a mulher está lutando e conquistando o seu lugar de fato e de direito na vida e no movimento sindical”, garante Karla Lúcia de Oliveira, secretária de Serviço Público da CTB-BA e dirigente da CSPB.

Outra importante coordenadora do evento, Cíntia Rangel Assumpção, secretária de Assunto para Mulheres, Crianças e Juventude, da CSPB, explica que o “projeto é embrionário e pretende disseminar o protagonismo da mulher no movimento sindical para empoderá-la para as lideranças. Cada vez mais a mulher conquista espaços e em pleno século 21 não se admite mais discriminações de espécie alguma”, defende Cíntia. Para ela, “sem a participação o país não avança”.

Para ela, o que afeta em demasia a vida da mulher, impedindo-a de assumir seu protagonismo está na falta de autonomia, principalmente na questão econômica, mais ainda entre as classes empobrecidas. Por isso, “este encontro pretende iniciar o necessário debate dentro do movimento sindical para elaborarmos estratégias de combate à discriminação, ao assédio moral e sexual a que as mulheres estão cotidianamente submetidas na sociedade machista”, acentua.

“Estaremos também discutindo as questões que levam aos altos índices de violência contra a mulher no país”, revela Cíntia. “Exatamente para entendermos melhor essa questão convidamos um homem para efetuar essa palestra”, conta. Ela explica que o encontro pretende debater a diversidade humana, “onde o respeito à pessoa humana deve prevalecer em todos os aspectos”, ressalta Cíntia. Enfim, o encontro debaterá o papel da mulher no movimento sindical com a confecção de uma carta com os direitos da mulher.

“O encontro trará um olhar diferenciado sobre a questão da emancipação feminina como também sobre as questões da comunidade LGBT, da juventude, nos negros e negras, debatendo as formas de levar essa discussão para todos os espaços possíveis. É dessa maneira que a democracia brasileira avançará ainda mais”, defende Karla.

CARTAZ-ENCONTRO-mulheres-cspb

Marcos Aurélio Ruy – Portal CTB

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.