Sidebar

16
Sáb, Fev

José Luiz Del Roio

  • Centrais sindicais se unem em lançamento de livro e prometem luta por direitos

    Na noite desta segunda-feira (19), ocorreu o lançamento do livro “1º de Maio: sua origem, seu significado, suas lutas”, de José Luiz Del Roio.

    As seis maiores centrais sindicais (CTB, CUT, Nova Central, Força Sindical, CSB e UGT) do país se uniram para patrocinar o importante documento histórico sobre o dia mais importante do ano para a classe trabalhadora. O lançamento se deu na sede do Sindicato dos Comerciários de São Paulo.

    Roio contou que o livro foi escrito e lançado há 30 anos num momento muito diferente na vida do país. “O Brasil saia de uma ditadura e começava a respirar ares democráticos, importante para a classe trabalhadora se organizar”.

    Para ele, o capital tem um problema há décadas que é o decréscimo da taxa de lucros. "E se existe decréscimo de lucros a crise se aprofunda e querem jogar, como sempre, o preço nas costas da classe trabalhadora”.

    De acordo com o escritor, “o Brasil era praticamente uma exceção e, por isso, tornou-se insuportável, então vem o golpe”.

    Adilson Araújo, presidente da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil, ressaltou o papel transformador que a formação exerce sobre os sindicalistas. “Lênin já dizia que sem teoria não tem revolução”, disse.

    “Muito importante que a classe trabalhadora se aproprie de sua história para conscientização e atuação mais qualificada nas lutas que estão por vir. Vida longa às centrais sindicais”.

    Marcos Aurélio Ruy – Portal CTB

  • É hoje: revista debate as lutas da classe trabalhadora no histórico ano de 1968

    Cinquenta anos se passaram, mas 1968 permanece no imaginário popular como um ano de grandes manifestações e mudanças na vida social e política do planeta. Jovens de todas as idades saíram às ruas contra a guerra, a opressão patriarcal e capitalista.

    Para compreender esse momento singular da história, o Centro de Memória Sindical lança nesta quinta-feira (30), a revista “1968 e os trabalhadores”, às 17h30, no Hotel Leques Brasil, no bairro da Liberdade, na capital paulista. Com presença confirmada do ex-ministro da Casa Civil, do governo Lula, José Dirceu.

    A publicação comemorativa conta com depoimentos de um renomado time de agentes políticos que vivenciaram o histórico momento. Os organizadores reproduzem entrevista concedida pelo sindicalista José Ibrahim (1947-2013), líder da importante greve de Osasco (SP), ao Centro de Memória Sindical, em 2012.

    Completam o time (com importante atuação política e sindical em 1968) da histórica publicação: Vital Nolasco, que participou da greve de Contagem (MG); José Dirceu, líder estudantil;  José Luiz Del Roio, jornalista e historiador; João Guilherme Vargas Netto, que ajudou a organizar a Passeata dos Cem Mil, no Rio de Janeiro; Luiz Gonzaga Belluzzo, economista e professor que comenta o arrocho e a oferta de empregos em 1968; Raimundo Rodrigues Pereira, editor-fundador da revista Veja.

    Além de artigos dos jornalistas e pesquisadores José Carlos Ruy e Fernando Damasceno sobre os eventos internacionais de 1968.

    Carolina Maria Ruy, coordenadora do Centro de Memória, afirma que “o ano de 1968, foi um dos mais emblemáticos do século 20”. Para ela, “a história, da forma como é abordada na revista, é uma importante ferramenta para compreender o presente da vida política e social, as raízes dos embates ideológicos e os contrastes entre o campo progressista e os projetos retrógrados de poder”.   

    Serviço

    Lançamento: Revista “1968 e os trabalhadores”

    Data: Quinta-feira (30), às 17h30

    Local: Hotel Leques Brasil

               Rua São Joaquim, 216 – Liberdade - São Paulo

    Portal CTB

  • Livro que conta a história do 1º de Maio é relançado pelas centrais sindicais nesta segunda (19)

    Para comemorar os 130 anos do 1º de Maio, Dia do Trabalhador, as seis maiores centrais sindicais brasileiras (CTB, CUT, CSB, Força Sindical, Nova Central e UGT) se uniram para patrocinar o relançamento do livro “1º de Maio: cem anos de luta”, de José Luiz Del Roio, de 1986, e agora rebatizado com o título “1º de Maio: sua origem, seu significado, suas lutas”, com apresentação de João Guilherme Vargas Neto.

    “A luta secular da classe trabalhadora no mundo coleciona históricas cenas de resistência e importantes vitórias. Em maio deste ano completaram-se 130 anos da épica greve operária de Chicago (EUA) pela redução da jornada de trabalho a oito horas diárias. Brutalmente reprimida pelo governo da burguesia, a paralisação deu origem ao Dia Internacional do Trabalho e, desde 1886, é lembrada e homenageada em todo 1º de Maio”, diz Adilson Araújo, presidente da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB).

    livro 1 demaio lancamento

    Roio conta que lhe foi pedido em 1986 para escrever “um texto simples explicando como havia surgido o 1º de Maio”. Mas ele fez um clássico da literatura do movimento sindical> Uma obra que apresenta a história da classe trabalhadora carregada de lutas, conquistas e também repressão e morte.

    No Brasil, o movimento sindical surge no início do século 20 com a industrialização do país, já uma República, em que vigorava a importação de mão de obra europeia, principalmente de italianos. O autor relata as dificuldades de organização dos trabalhadores e trabalhadoras em um país com cerca de 80% de analfabetos, onde a escravidão havia sido abolida poucos anos atrás.

    O Dia do Trabalhador foi instituído com muita luta no país. Até que a nascente burguesia resolveu cooptar e o 1º de Maio virou feriado nacional - em 26 de dezembro de 1924 - com o objetivo de festejar o trabalho e não refletir sobre ele, muito menos defender os direitos da classe trabalhadora.

    Por isso, “reeditar e divulgar a história do 1º de Maio é fundamental para a luta sindical. Através dela podemos saber das barbaridades às quais o trabalhador era, e ainda é, exposto”, revela Milton Cavalo, presidente do Centro de Memória Sindical.

    O 1º de Maio é “o dia em que, ano após ano, no Brasil, reiteramos e renovamos a luta da classe trabalhadora contra a exploração capitalista, pela igualdade entre todos os seres humanos, pelos direitos sociais, pelo desenvolvimento nacional com valorização do trabalho”, reforça Araújo.

    Marcos Aurélio Ruy – Portal CTB

    Serviço

    Lançamento “1º de Maio: sua origem, seu significado, suas lutas”

    Dia: 19 de setembro de 2016 (segunda-feira) | Horário: 17 horas
    Local: Sindicato dos Comerciários de São Paulo – Rua Formosa, 99, São Paulo
    Autor: José Luiz Del Roio
    Editora: Centro de Memória Sindical - Edição: 2ª - Ano: 2016