Sidebar

25
Sáb, Maio

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Augusto Vasconcelos se reuniu com a PM no dia 26/06 para tratar da segunrança nas agências

Após um bancário ser amarrado a explosivos em assalto à agência do Santander, em Barreiras, o presidente do Sindicato da Bahia, Augusto Vasconcelos, preocupado com a falta de proteção à vida dos funcionários dos bancos, cobrou mais segurança para funcionários e clientes das instituições.

Para Augusto Vasconcelos, a ação não foi isolada. "Casos como esse acontecem constantemente, o que revela o quanto é perigoso a profissão de bancário, principalmente no interior do Estado. As ocorrências trazem efeitos diretos para a saúde dos trabalhadores, expostos a traumas que podem ocasionar em depressão ou outros problemas".

É bom lembrar que, só neste ano o Sindicato se reuniu com o governador da Bahia, Rui Costa, o secretário de Segurança Pública, Maurício Barbosa, o comandante geral da PM, Coronel Anselmo Brandão, e também com a Fenaban, para cobrar investimento do poder público e dos bancos, para que os assaltos não se repitam.

Seeb-BA

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.