Sidebar

19
Dom, Maio

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

O Sindicato dos Bancários de Itabuna, na Bahia, realizou na manhã desta quinta-feira (14), um ato em protesto contra o feminicídio da comerciária Maria Aparecida Reis, assassinada na sexta-feira (8) pelo ex-namorado.

A manifestação teve o apoio da União Brasileira de Mulheres, da Frente Brasil Popular e outros movimentos sociais.

Em nota, o sindicato lembra que o Brasil tinha uma taxa de 4,8 assassinatos para cada grupo de 100 mil mulheres em 2013. O Mapa da Violência 2015, porém já existem dados mais novos, como o Mapa da Violência 2018, onde o Brasil aparece com leve melhora e taxa de 4,5. Em 2016, 4.645 mulheres foram assassinadas no país, sendo a Bahia responsável por 10% dos feminicídios (441).

A taxa da Bahia, governada pelo PT desde 2007, também está muito acima da nacional, em 5,9. Em 2006 era de apenas 3,5%. Já o estado com a menor taxa e, por consequencia, maior segurança para as mulheres, é São Paulo, governado pelo PSDB desde 1995, com 2,2 - metade da nacional.

 Fonte: CTB Bahia

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.