Sidebar

22
Sex, Mar

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Metalúrgicos e matalúrgicas da empresa Paranapanema promoveram, na amanhã desta sexta-feira (28), um protesto pelas ruas do município de Dias d'Ávila, região metropolitana de Salvador.

A manifestação da categoria foi motivada pela postura da empresa que emperrou as negociações da Campanha Salarial, com a apresentação de um índice inaceitável para os trabalhadores e trabalhadoras.

A empresa ofereceu 2% de reajuste salarial, enquanto os trabalhadores reivindicam 8% sobre os salários e demais benefícios; piso profissional de R$ 1.560,00; cesta básica de R$358,00, de acordo com o valor medido pelo Dieese, entre outros pontos.

“A Campanha foi iniciada no começo de julho e de lá para cá não avançou. Já participamos de três rodadas de negociação e os patrões se negam a apresentar um índice aceitável de reajuste. O valor oferecido não cobre nem a inflação do período”, afirmou Matias Batista de Souza, dirigente do Sindicato dos Metalúrgicos da Bahia. A estimativa de inflação para o período da data-base da categoria é de 2,56%.

A data-base dos metalúrgicos da Paranapanema é 1º de julho. Ao todo, a empresa conta com 1,2 mil trabalhadores em seu quadro de funcionários.

1 metal paranapanema4

1 metal paranapanema1

1 metal paranapanema3 1

 

Cinthia Ribas - Portal CTB

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.