Sidebar

20
Qui, Jun

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times
Estreitar os laços com o governo, participar das discussões da política de produção e reafirmar a parceria entre os trabalhadores rurais e o estado. Essa foi a pauta da reunião entre o novo presidente da Federação dos Trabalhadores Rurais do Acre (Fetacre), Manoel Cumaraú, e o governador Tião Viana, realizada na última sexta-feira (16). Na ocasião, o dirigente sindical acertou os detalhes da entrega da pauta do Grito da Terra, uma manifestação de trabalhadores rurais que acontece em todo o Brasil.

No Acre, o Grito da Terra será ainda este mês. Em Brasília o movimento está marcado para abril. “Um dos pontos mais importantes da reunião foi acertar com o governador a participação das discussões das políticas públicas da produção, como açudes e ramais”, disse o recém-eleito presidente da entidade de trabalhadores rurais.

Duas semanas antes, o governo estadual já havia se reunido com dirigentes da Fetacre para compartilhar projetos voltados às trabalhadoras rurais.

Um desses projetos, o “Fortalecimento da Cidadania e Organização Produtiva das Mulheres do Acre”, foi contemplado pelo edital do Ministério do Desenvolvimento Agrário. Com foco na autonomia econômica e o protagonismo de mulheres que moram na zona rural, o projeto prevê um trabalho de inclusão socioprodutiva garantindo, por exemplo, a essas mulheres acesso à documentação civil e jurídica, além de apoio para grupos produtivos na formalização jurídica.

Com informações da Agência de Notícias do Acre
0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.