24
Ter, Out

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

A Mulheres Trabalhadoras das Centrais Sindicais irão às ruas na próxima terça-feira (26), às 10h, para realização de um grande ato contra a reforma da previdência. O protesto vai acontecer em frente ao INSS, na Rua Pedro Lessa, 33, no centro da cidade.

A Secretária da Mulher Trabalhadora da CTB-RJ, diretora do Sindicato dos Bancários e dirigente da CTB nacional, Kátia Branco, considera a atividade muito importante e convoca todas as mulheres trabalhadoras a participarem desse momento importante da luta unitária das centrais:

“As mulheres são as que mais perdem com a Reforma da Previdência do Golpista Michel Temer. Terça-Feira vamos fazer um grande ato unitário, em frente ao INSS para dizer que não aceitaremos mais esse retrocesso. Esse governo ataca as mulheres de diversas formas, já acabou com o Ministério e com os programas sociais voltados para nós, agora quer nos tirar a aposentadoria. Não permitiremos! A primavera de luta das mulheres trabalhadoras está só começando e será vitoriosa”

Leia mais

Mulheres saem às ruas em defesa de sua aposentadoria nesta terça-feira (26). Participe!

A manifestação tem como slogan a “Defesa da Aposentadoria” e a constante resistência por “Nenhum Direito a Menos”. É um ato importante num país onde as mulheres ganham cerca de 30% a menos que os homens, são as primeiras a ser demitidas e as últimas a conseguir trabalho. O ato acontece no importante momento onde as centrais sindicais se unem na “Primavera de Lutas” para barrar os retrocessos.

“Nós, mulheres trabalhadoras, estamos unidas contra a retirada de direitos. Queremos salários iguais, queremos trabalho digno, queremos nossos direitos trabalhistas e não iremos aceitar que mexam na nossa aposentadoria” afirmou Kátia Branco.

Serviço

O que: Mulheres em Defesa da Aposentadoria

Onde: Em frente ao INSS – Rua Pedro Lessa, 33 – Centro

Quando: Terça-feira (26), às 10h

Fonte: CTB-RJ

0
0
0
s2sdefault
Em protesto contra nova lei trabalhista, movimento sindical prepara ato nacional     10 de novembro