Sidebar

20
Qui, Jun

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

A ação repressiva da Polícia Militar do governo do Pará contra trabalhadores(as) rodoviários em greve feriu dirigentes sindicais e prendeu cinco sindicalistas no sábado (21). 

Leia abaixo nota oficial lançada pela CTB-RJ denunciando as ações arbitrárias do governo de Simão Janene:

A Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil – Rio de Janeiro manifesta seu repúdio à ação autoritária do governo do Estado do Pará e do Governador Simão Jatene (PSDB). Num momento em que o Rio de Janeiro sofre com uma intervenção militar que segundo o General Interventor é um laboratório para o País, que o Supremo Tribunal Federal age contra a própria constituição agindo a favor de prisões políticas, a truculência do Governo do Pará é mais um elemento que reforça nossa visão de que vivemos em um Estado de Exceção.

Manifestamos também nossa solidariedade aos dirigentes sindicais do SINTRAM (Sindicato dos Rodoviários de Ananindeua e Marituba), no Pará, entre estes o presidente Hellen Ferreira, uma das vítimas dos atos abusivos e violentos da Polícia Militar do Estado do Pará.

A CTB Rio de Janeiro se coloca ao lado dos trabalhadores rodoviários do Estado do Pará, categoria que convive com péssimas condições de trabalho, jornada de trabalho abusiva e que sofre com os efeitos da malfadada Reforma Trabalhista do Governo de Temer.

A repressão é fruto dos retrocessos impostos pela aliança entre o governo golpista de Michel Temer e os tucanos do Governo do Estado do Pará: uma aliança contra o povo, que retirou direitos e que tenta instalar um governo autoritário para penalizar os trabalhadores e favorecer grandes conglomerados econômicos internacionais.

Todo apoio à greve dos Rodoviários no Pará!

Rio de Janeiro, 23 de Abril de 2018

Paulo Sérgio Farias
Presidente da CTB RJ

Portal CTB

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.