Sidebar

16
Qua, Jan

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Em defesa do patrimônio nacional, o movimento sindical realizou nesta quinta (5) na praça da Sé, em São Paulo, o Dia Nacional de Luta em Defesa das Empresas Públicas. 

Trabalhadores e trabalhadoras da Eletrobras, Petrobras, Sabesp, Metrô, Correios, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e outras empresas estatais ameaçadas de privatização pelo governo golpista de Temer protestaram contra a cartilha neoliberal de estado mínimo que vem penalizando a população ao mesmo tempo que promove lucros máximos ao capital privado.

Funcionários dos Correios estavam na luta contra a privatização e em defesa de seus direitos ameaçados pela atual gestão da estatal. O secretário de Formação da CTB, Ronaldo Leite, que é bancário e diretor da Findect, destacou a importância da unidade da categoria:

"Os Correios vêm sofrendo um grande ataque do governo golpista do Temer. Nós que vivemos uma campanha salarial temos muito o que me preocupar. Esse é o momento de grande mobilização e de necessidade de unidade para enfrentar o governo e manter os Correios uma empresa pública e de qualidade e que valorize o trabalho e seus trabalhadores", afirmou.

O presidente nacional da CTB em exercício, Divanilton Pereira, que é petroleiro e dirigente da FUP, também destacou a importância desta manifestação na atual conjutura do país. “É oportuno no sentido de fortalecer essa resistência para proteger o patrimônio nacional e as empresas estatais, assim como preparar a mobilização das centrais sindicais para o dia 10 de agosto em protesto contra os retrocessos impostos pelo governo de Michel Temer".

A CTB estava representada também pela bancária Luiza Bezerra, secretária de Juventude da CTB, e pelo metroviário Onofre Gonçalves, diretor da CTB. 

Assista abaixo à entrevista de Ronaldo Leite:

Portal CTB

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.