Sidebar

16
Qua, Jan

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Manter a mobilização é palavra de ordem dos movimentos sociais, após a Câmara dos Deputados autorizar a abertura do impeachment contra presidenta Dilma Rousseff, no último domingo (17), levando o processo para o Senado.

Nesse sentido, a Frente Brasil Popular, que reúne 70 entidades dos movimentos sociais e sindical, realiza na próxima segunda-feira (25), uma Plenária Contra o Golpe restrita às entidades que compõem a Frente em São Paulo.

“No último domingo presenciamos um golpe orquestrado por Eduardo Cunha contra Democracia e o Estado de Direito. Mas a classe trabalhadora está mobilizada e vai se manter nas ruas”, avisou Onofre Gonçalves, presidente da CTB-SP.

A atividade, parte de calendário de ações da FBP, acontece na quadra do Sindicato dos Bancários, região central da capital, a partir das 18h e deve reunir milhares de pessoas contrárias à tentativa de impeachment da presidenta Dilma Rousseff.

“Nossa unidade será fundamental para as próximas batalhas. Só assim derrotaremos os golpistas que tentam derrubar a Democracia e uma presidenta democraticamente eleita que não cometeu crime algum. Vamos continuar na resistência e seguir na luta em defesa de tudo aquilo que conquistamos, mas sobretudo, em defesa da Democracia e da Constituição Federal. A luta continua!”, conclamou o presidente estadual.

Serviço:

Plenária Conta o Golpe

Dia 25 de abril, a partir das 18h

Quadra do Sindicato dos Bancários de São Paulo (Rua Tabatinguera, 192), metrô Sé

https://www.facebook.com/frentebrasilpopularsp/

Portal CTB

 

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.