Sidebar

16
Qua, Jan

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

O Sindicato dos Educadores da Infância (Sedin) de São Paulo realizou manifestação nesta quinta-feira (8), ás 14h, no Viaduto do Chá, em frente à sede da prefeitura da capital paulista. O ato aconteceu porque o prefeito João Doria (PSDB) insiste em votar o Projeto de Lei (PL) 621/2016 sem dialogar com as trabalhadoras e trabalhadores.

“O prefeito quer a aprovação do PL 621 até o fim de março sem nenhum diálogo”, denuncia Claudete Alves, presidenta do Sedin. Ela explica que esse projeto visa aumentar de 11% para 14% o desconto nos salários, referente à previdência municipal.

E para piorar, Doria acrescentou artigo estabelecendo descontos complementares que variam de acordo com os salários e podem ir de 1% a 5%, podendo chegar até a 19% de desconto em seu salário. Além de aumentar a contribuição dos aposentados.

sedin manifestaco previdencia doria

Alves informa que as educadoras e educadores da infância, juntamente com as demais entidades representativas das servidoras e servidores municipais, decidiram pelo estado de greve, marcando assembleia para a quinta-feira (15), na Câmara Municipal.

“A hora é de lutar. Temos que barrar essa ofensiva aos nossos salários, prejudicando nossa aposentadoria. Se existe problemas na previdência municipal, a culpa não é nossa e o Sedin tem proposta para que o ônus não seja jogado em nossas costas”, conclui Alves.

Marcos Aurélio Ruy – Portal CTB

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.