Fonte

Nesta segunda-feira (09), a sede da CTB Nacional recebeu a visita de uma delegação da União Internacional dos Sindicatos em Agricultura e Alimentação (UIS), composta pelo cubano, Blas Berriel Peña, secretário-geral UIS para as Américas, e pelos franceses Freddy Huck , presidente da UIS e Jocelyne Hacquemand, Secretaria da Federação Nacional Agro-Alimentaria e Florestal (FNAF)- CGT Francesa.

uis_agricultura

O objetivo principal da visita foi convidar a CTB para participar da 2ª Conferência Latino-Americana dos Trabalhadores da Agricultura e Alimentação, que debaterá os problemas relacionados ao sustento dos trabalhadores do setor, bem como a investida das transnacionais no meio rural.

Recepcionaram os sindicalistas, os dirigentes da CTB Nivaldo Santana, presidente em exercício, Pascoal Carneiro, secretário-geral, Gilda Almeida, secretária adjunta de Finanças, João Batista Lemos, secretário adjunto de Relações Internacionais, Rogério Carvalho Nunes, secretário de Políticas Sociais e Eduardo Navarro, secretário de Imprensa e Comunicação.

uis_agricultura3Unificar a luta dos trabalhadores

Durante a reunião, o presidente da UIS revelou que, além de servir para organizar a conferência, a visita também teve o intuito de reforçar os laços de solidariedade e ação com os sindicalistas da CTB. “Nosso objetivo com essa conferência será unificar os trabalhadores contra a onda neoliberal e imperialista que em primeiro lugar afeta os trabalhadores da agricultura e alimentação”, afirmou Huck.

De acordo com o sindicalista francês, é necessário buscar iniciativas comuns para enfrentar o trabalho que as transnacionais realizam, para acabar com os êxitos em cada país. “Cada vez mais as transnacionais tratam de afastar os países da America Latina. Há um trabalho muito forte das transnacionais para comprar as terras que a população do campo precisa para trabalhar e alimentar sua famílias. Elas priorizam, ao invés do ser humano, os veículos, a produção do agrocombustível. Esse setor é muito afetado na América do Sul”, ressaltou.

Meio ambiente

Segundo Berriel Peña, secretário-geral da UIS, outro tema debatido durante a conferência será o prejuízo ao meio ambiente. “Vamos discutir os prejuízos ao meio ambiente, as mudanças climáticas. Unificar as lutas com as características de cada lugar para enfrentar esse problema”, disse.

O cubano ressalta que só através da conscientização dos povos será possível encontrar soluções para reverter esse cenário. “Só através da união conseguiremos encontrar soluções. Lutando e propondo encontrar alternativas para enfrentar essa situação. Exigir do governo uma política de mais apoio a verdadeira reforma agrária que necessitamos”.

uis_agricultura2Valorização do trabalhador do campo

Questionado sobre o papel dos trabalhadores nessa luta, o sindicalista afirmou que eles já vêm contribuindo. “Sabemos que os sindicatos brasileiros do setor já estão fazendo esse enfrentamento. Conhecemos a luta dos sindicatos daqui por melhores condições de vida dos trabalhadores canavieiros, os cortadores de cana, que trabalhavam em condições praticamente de escravidão. Sabemos que a pressão para eliminar esse problema foi uma das iniciativas do governo Lula. E a adoção de medida que contribuíram para elevar as condições de vida desses trabalhadores”.

Durante a reunião, Peña também destacou que outra discussão que será feita durante a conferência será a valorização do trabalho rural. “Precisamos levar em conta que são os trabalhadores do campo que alimentam a sociedade. E eles são os menos beneficiados e o os menos respeitados”.

Para isso, ainda segundo o dirigente cubano, é imprescindível que a classe trabalhadora da cidade tenham consciência do que significa para eles próprios a luta dos trabalhadores do campo. “É deles que vem o sustento da população, da cidade. Se eles não tiverem condições de se manter no campo, não poderão produzir. Somos da opinião que há sempre algo a se fazer. Em primeiro lugar deveríamos seguir criando consciência, apoiando e beneficiando os trabalhadores desse setor que trabalham para todo o país”.

Sobre a Conferência

A 1ª Conferência da UIS Agricultura e Alimentação aconteceu na Nicarágua, em 2008. De lá pra cá, já foram realizadas conferências na Europa e na África, e a intenção é organizar uma na Ásia.

Agora, a pretensão dos dirigentes da UIS é realizar a próxima no Brasil, em 2011, com o tema “A aliança dos trabalhadores da cidade e do campo, e a soberania alimentar”.

“Essas questões vão além dos problemas de filiação, política ou religião, é uma necessidade da população, dos trabalhadores. Nós buscamos uma união nessa luta, independente da filiação da entidade, para enfrentarmos e resolvermos essas questões”, finalizou o presidente da UIS.

Cinthia Ribas - Portal CTB