24
Dom, Set

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

“A CTB não abre mão da sua autonomia perante governos e patrões, contudo,  não teremos receio em defender a retomada do crescimento econômico com geração de emprego, e a preservação dos direitos da classe trabalhadora e do nosso povo”, declarou o presidente da CTB, Adilson Araújo, nesta terça-feira (12), após encontro das centrais sindicais e entidades patronais com Michel Temer.

Adilson Araújo: Precisamos gerar alternativas para a retomada do emprego e do crescimento

“O país está mergulhado numa crise de graves proporções. A nação brasileira reclama respostas urgentes para o drama do desemprego. No campo institucional e campo social, vamos seguir na resistência. A luta é agora”, acrescentou o dirigente da CTB.

Na ocasião a CTB, Força Sindical, UGT, CSB e representantes empresariais entregaram um documento com propostas ao governo para a retomada do desenvolvimento com geração de empregos. A reunião ocorreu após uma prévia das entidades, no Clube do Golfe, em Brasília, para os últimos acertos em relação às sugestões que foram posteriormente encaminhadas.

A pauta conjunta entregue à Presidência da República estabelece a retomada do crédito; das obras públicas paralisadas; da revisão de normas do seguro-desemprego; desburocratização da administração; recuperação de passivos fiscais; renovação da frota de veículos e maquinário industrial; construção de moradias populares; e promoção do entendimento entre os agentes de petróleo e gás, visando o cumprimento das normas de conteúdo local de forma a destravar os investimentos do setor e gerar demanda para os segmentos nacionais que possuem capacidade de fornecimento com custos e prazos adequados. 

De Brasília, Ruth Helena de Souza - Portal CTB