Sidebar

12
Qua, Dez

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Só conversa. Assim foi a rodada de negociação entre o Comando Nacional dos Bancários e a Federação dos Bancos realizada na manhã desta sexta-feira (17/8), em São Paulo.

Apesar da cobrança, mais uma vez os patrões não apresentaram nenhuma contraproposta para a pauta de reivindicações da categoria. Uma nova reunião foi marcada para a próxima terça-feira, 21 de agosto.

Na mesa, o Comando apresentou o resultado das assembleias em todo o país, que rejeitaram por unanimidade a proposta apresentada pela Fenaban no último dia 7, que previa acordo de quatro anos com reposição da inflação a cada data base da categoria (1º de setembro). Ressaltou também , a disposição da categoria de luta por aumento real de salário e garantia de direitos.

Diante da falta de resposta, o Comando estabeleceu a próxima semana como limite para que a Fenaban apresente uma proposta de acordo para a categoria.

“Nós chegamos ao nosso limite e deixamos isso claro. Desde o início da negociação, os representantes dos bancos afirmam que querem uma negociação de boa fé, mas o dia 31 de agosto está chegando e ainda não temos avanços concretos”, afirmou o presidente da Federação dos Bancários da Bahia e Sergipe, Hermelino Neto.

Uma nova reunião ficou marcada para a próxima terça-feira, 21 de agosto, às 14h, em São Paulo. O encontro abre um processo de negociação permanente entre as partes, até a discussão de todos dos pontos pendentes da pauta e a apresentação de uma proposta de acordo.

O Comando cobra uma posição mais efetiva também nas mesas de negociação específicas dos bancos públicos. 

Federação Nacional dos Bancários da Bahia e Sergipe

0
0
0
s2sdefault