Sidebar

20
Qui, Jun

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

“Balanço dos 15 anos do Fórum Social Mundial: desafios, perspectivas e encaminhamentos” - este será um dos principais eixos de debate do Fórum Social Mundial Temático que ocorre de 19 a 23 de janeiro em Porto Alegre (Rio Grande do Sul) e antecede o evento oficial que será realizado em agosto em Montreal, no Canadá.

Leia também: CTB organiza participação em Fórum Social Mundial Temático em Porto Alegre
                      CTB convoca militância para Fórum Social Mundial

A CTB irá participar das atividades do Fórum Temático que, neste ano, celebra a realização de sua 15ª edição. O presidente da CTB, Adilson Araújo, acredita que com o agravamento da crise econômica mundial e o avanço das forças conservadoras e da direita que tentam romper o ciclo mudancista no continente o espaço será uma oportunidade de os movimentos sociais denunciarem o cerco imperialista vivido na Venezuela, as políticas neoliberais do recém-eleito presidente da Argentina, Mauricio Macri, que em apenas um mês de governo já demitiu mais de 12 mil trabalhadores, além das tentativas de desestabilização dos governos progressistas na região. “O Fórum Social Mundial precisa dar visibilidade a isso”, frisou Araújo.

Para ele a atividade é um importante espaço de reflexão e debate e, diante da atual conjuntura, precisa ter mais efetividade no enfrentamento à crise. “O encontro deve apostar no caminho da construção de uma grande marcha mundial contra o desemprego, a precarização do trabalho e em contraposição à ofensiva belicista que é praticada contra os povos oprimidos em todo o mundo”, alertou o sindicalista.

Na avaliação do presidente da seção estadual da central no Rio Grande do Sul, Guiomar Vidor, “o campo antineoliberal conquistou vitórias importantes nos últimos doze anos no mundo do trabalho, agora vivemos uma nova encruzilhada e precisamos defender a democracia e as reformas estruturais”, afirmou em entrevista ao Portal CTB.

Mesma opinião do secretário de Juventude da CTB, Vitor Espinoza, ele participará em nome da central, das atividades ligadas à pasta e abordará temas recorrentes do setor como o alto nível de desemprego entre os jovens. 

Outras informações no site oficial do evento 

Leia abaixo a convocatória e a programação prévia do Fórum Social Mundial Temático:

Convocatória Fórum Social Mundial + 15

Uma importante geração iniciou sua trajetória política reconhecendo a resistência daqueles que enfrentaram o neoliberalismo nos anos 1990 e vendo o avanço de governos progressistas em toda América Latina. Para nós o fim da história e a ausência de alternativas ao liberalismo são ideias distantes, pois aprendemos desde cedo que um outro mundo é possível e será por meio da luta que o construiremos.

O Fórum Social Mundial realizado pela primeira vez em Porto Alegre no ano de 2001 representou durante anos um símbolo na luta anticapitalista, pela libertação dos povos oprimidos, da construção de um mundo calcado na igualdade e no respeito. Naquele momento dizíamos não à ALCA e exercíamos o internacionalismo e a solidariedade entre os povos irmãos, hoje precisamos deste mesmo espírito para barrar o avanço da direita golpista em toda a América Latina. A comemoração dos 15 anos do Fórum precisa servir como mais uma trincheira de luta pela democracia, e no caso do Brasil, pela implementação do programa de outubro de 2014.

Enquanto chefes de Estado estarão em Davos no Fórum Econômico Mundial, estaremos no Rio Grande do Sul dizendo que a ortodoxia do mercado não deve ser o centro das ações de governos de esquerda e sim a proteção ao emprego, que o real enfrentamento à crise deve se dar por meio de medidas que taxem o andar de cima ao invés daquelas que penaliza a classe trabalhadora. Que precisamos de reformas estruturais sim, mas precisamos começar pela tributária, agrária e urbana, não pelo ataque à previdência social.

Esta militância convoca cada um e cada uma a se organizar junto às caravanas estaduais para participar do Fórum Social Temático entre 19 e 23 de janeiro. Inscrevam-se como participante geral no FSM POA + 15 e assinale que desejam acampar, vamos juntos/as debater política e integrar com a militância de todo país no acampamento da juventude.

Programação*:

Dia 19 – terça-feira
10h00 - Atividade da CTB na FETAG, com a presença do presidente Adilson Araújo 
Marcha de abertura com Lula e Mujica que será encerrada com Ato Político e Show.

Dia 20 - quarta
Plenária com Lula, Mujica e lideranças nacionais debatendo a crise e o golpismo. Realização da fundação Grabois, Instituto Lula, fundação Alberto Pasqualini e Perceu Abramo.

Dia 21 - quinta
14h00 - Plenária da juventude, no Parque da harmonia

Dia 22 – sexta
Atividade conjunta das Centrais Sindicais CTB, CUT, NCST, UGT, FORÇA, CGTB.

Dia 23 – sábado
Assembleia dos Movimentos Sociais.

*sujeita a alterações 

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.