Sidebar

21
Seg, Jan

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Diversas categorias já confirmaram a adesão à greve e manifestações convocadas pela Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) e demais centrais sindicais que vão parar o país, nesta sexta-feira (30), em protesto contra a reforma trabalhista e em defesa dos direitos e da aposentadoria.

#SextaTemGreve: atos e paralisações vão mobilizar 20 estados do país nesta sexta (30); confira

Solidária à classe trabalhadora brasileira, a Federação Sindical Mundial (FSM), entidade internacional que representa mais de 90 milhões em 126 países, divulgou uma nota, nesta quinta (29) em apoio à iniciativa.

Leia a íntegra do comunicado:

Brasil: Solidariedade da FSM com a greve geral de 30 de junho

A Federação Sindical Mundial (FSM) que é a voz militante de 92 milhões de trabalhadores e trabalhadoras em 126 países de todos os cantos do mundo reitera sua solidariedade internacionalista com a classe trabalhadora brasileira perante a sua greve geral no dia 30 de junho.

O movimento sindical classista de todo mundo está ao lado do povo e da classe trabalhadora do Brasil, que uma vez mais vai sair às ruas reivindicando e defendendo seus direitos contemporâneos, desta vez sob o lema: “Vamos parar o Brasil contra a Reforma Trabalhista, em Defesa dos Direitos e da Aposentadoria”.

A FSM, por sua parte, apoia as mobilizações e a greve geral do povo brasileiro que tenta frear a tramitação da Reforma da Previdência que quer impor o atual governo antipopular.

Nos comprometemos a seguir com passo firme, denunciando e lutando contra cada governo que queira acabar com as nossas conquistas e os nossos direitos trabalhistas adquiridos com a sangue da nossa classe. Viva a solidariedade internacionalista!

Portal CTB 

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.