Sidebar

22
Seg, Jul

Rurais
Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

A cidade de Santa Maria recebeu nesta quarta-feira (20) cerca de 3 mil agricultores familiares de 23 regionais sindicais da Fetag-RS. A mobilização integra as manifestações do 21° Grito da Terra Brasil 2014. 

Na opinião do presidente da Fetag, Carlos Joel da Silva, parece que o governo brasileiro abandonou a agricultura familiar. “As mobilizações puxadas pela Contag, em Brasília, forçaram as audiências. Ainda não temos resultados, mas até agora foram mais de 20 reuniões com ministros e as coisas não avançaram. O governo quer diminuir o crédito para a agricultura familiar, corte de 40% no orçamento no Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), a proposta de aumento nos juros do Pronaf, bem como no Proagro, que hoje é de 2% e passaria para 3%, e a cada utilização será acrescido de 1% até chegar em 6%. Isso é um verdadeiro absurdo, caso seja confirmado”, enfatiza Joel.

grito rs

Para Delcimar Borin, coordenador da Fetag, o Grito da Terra em Santa Maria representa um marco para o movimento sindical e, em especial, para a Regional Santa Maria. “A nossa cidade é extremamente urbana e universitária e receber três mil agricultores de todo o Rio Grande do Sul, que estão mobilizados e buscam melhorias para o campo. O governo federal tem insistido em elevar impostos, cortar os recursos essenciais para a habitação, trancando o Programa Nacional de Crédito Fundiário, enfim temos que mobilizar e mostrar a nossa força e organização”, revela.

Já o presidente do STR de Santa Maria, Célio Fontana, reforçou que a região é o coração do RS e todos enfrentam as mesmas dificuldades. “Temos várias expectativas, pois a nossa luta é justa, forte e sabemos que todas as nossa conquistas, ao longo de muitos anos, num passe de mágica estamos perdendo esses direitos. Tenho certeza absoluta que enquanto houver pressão, governo nenhum agüenta”, completa Fontana.

O deputado estadual Elton Weber lembrou que quando as coisas não funcionam é necessário mobilizar. “Temos que brigar para manter as conquistas. E, para tanto, vamos ter que nos manter mobilizados”, completou.

Portal CTB com Fetag-RS

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.