Sidebar

27
Seg, Maio

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

A CTB participou no último sábado (18), na cidade de Lezama, no País Basco, da homenagem feito ao dirigente sindical Igor Urrutikoetxea Bilbao, falecido em novembro de 2013, em consequência de um afogamento no Rio de Janeiro.

Ao lado de centenas de sindicalistas de várias partes do mundo, a delegação da CTB – formada pelo presidente Adilson Araújo e por Marcelino Rocha (presidente da CTB-MG e da FitMetal), Wallace Paz (FitMetal) e Francisco Sousa (secretário geral da UIS Metal) – prestou suas homenagens ao ex-secretário de Relações Internacionais da Central Sindical Basca LAB que de 2011 a 2013 esteve à frente da secretaria geral da União Internacional dos Sindicatos Metalúrgicos e da Mineração (UIS Metal).

Durante o ato, Adilson Araújo teve a oportunidade de prestar a homenagem da CTB a Igor Urrutikoetxea. Segue abaixo a reprodução de seu discurso:

Um legado de luta para os classistas de todo o mundo

Em nome da CTB e da FitMetal, lhes trago aqui nossa homenagem ao estimado companheiro e amigo Igor Urrutikoetxea, cuja morte prematura, no último dia 28 de novembro, encheu de tristeza o sindicalismo brasileiro e mundial, especialmente os classistas que atuam na indústria da metalurgia e da mineração.

Igor faleceu na cidade do Rio de Janeiro (Brasil), onde estava para acompanhar o 2º Congresso da UIS Metal, entidade na qual exercia o papel de secretário geral, representando a LAB (sindicato do País Basco), entidade em que ocupava o cargo de secretário de Relações Internacionais. Igor deixa aos trabalhadores da UIS Metal, a FSM e o movimento sindical internacional um legado de luta, coerência, solidariedade internacionalista e dignidade na defesa dos interesses da classe trabalhadora.

A melhor homenagem que podemos fazer a Igor é avançar na luta de libertação da classe trabalhadora e dos povos oprimidos de todo o mundo. Vivemos em uma época marcada por uma profunda crise econômica e por uma ofensiva brutal contra os trabalhadores e as trabalhadoras. Para o movimento sindical, é preciso lutar pela defesa dos direitos e conquistas de nossa classe, em nossa secular batalha contra o imperialismo e o sistema capitalista, que não tem nada a oferecer à humanidade além da perspectiva de uma barbárie crescente.

Rendemos nossa homenagem à memória de Igor levantando a bandeira do socialismo, única alternativa progressista para fazer frente aos impasses do capitalismo. Da mesma forma, devemos usar toda nossa energia para defender as conquistas e direitos arrancados pela classe trabalhadora de todo o mundo, com a séria ameaça da ofensiva do capital, impulsionado pelo desejo de obter o máximo de benefícios possível.

O exemplo de Igor está vivo em nossa memória, para inspirar nossa luta.

Viva a classe trabalhadora de todo o mundo!
Viva a solidariedade internacional da classe trabalhadora!
Viva o socialismo!
Viva a luta do povo vasco!

Muito obrigado.

Adilson Araújo
Presidente Nacional da CTB

pais basco5

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.