Sidebar

19
Sex, Jul

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times
mulheres_centrais_sindicais_seminario_2011_11_17A Secretaria da Mulher Trabalhadora da CTB participou, ao lado de representantes da Força, da UGT, da CGTG e da Nova Central, nesta quinta-feira (17), do seminário sobre o “Enfrentamento ao tráfico de pessoas”, organizado pelo Fórum Nacional de Mulheres Trabalhadoras das Centrais Sindicais.

Raimunda Gomes, a Doquinha, secretária da Mulher Trabalhadora da CTB, compôs a Mesa que comandou os trabalhos, ao lado da dirigente da FNMT, Maria Auxiliadora, de Ilda Fiore, da Confederação de Mulheres Brasileiras (CMB), de Claudia Luna, presidente da ONG Elas por Elas, e do o vereador Claudio Prado (PDT-SP).

Doquinha ressaltou a importância de as entidades sindicais desenvolverem ações de caráter educativo de prevenção e enfrentamento. “Às vezes as entidades sindicais ficam tão preocupadas com questões econômicas, de valorização do trabalho e da classe trabalhadora, que se esquecem de atacar problemas que são tão graves quanto a falta de emprego”, opinou.

mulheres_centrais_sindicais_seminario_2011_11_17_bClaudia Luna observou que o combate ao crime de exploração de pessoas, no atual cenário brasileiro, por conta da realização dos principais eventos esportivos do mundo (Copa do Mundo 2014 e Olimpíadas 2016), é fundamentalmente importante e, com a contribuição ativa das centrais sindicais, o enfrentamento se fortalece. “É preciso ampliar as ações que combatam a vulnerabilidade social das vítimas”, defendeu.

O evento teve como objetivo levar ao mundo sindical as problemáticas que envolvem a prática desse crime. Realizado na Câmara Municipal de São Paulo, reuniu aproximadamente 120 pessoas, entre militantes, dirigentes sindicais e parlamentares que debateram a gravidade do tema e as ações que as centrais sindicais podem desenvolver para fortalecer o enfrentamento ao tráfico de pessoas.

Com informações da UGT
Foto: Láldert Castello Branco
0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.