24
Ter, Out

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

O Coletivo Internacional da CTB realizou, na última quinta-feira (14), sua quarta reunião para apresentar um balanço das atividades realizadas no primeiro semestre e organizar as próximas.

O assessor da CTB, Aloísio Barroso, fez uma análise da conjuntura internacional alertou para a situação da Europa e dos Estados Unidos que, desde 2007, enfrentam uma crise sistêmica do capitalismo que já deixou milhares de desempregados.

Neste sentido, ele destacou o papel da China como uma nova potência financeira e exemplificou com o Brics (bloco composto por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), que constituíram um banco próprio e um fundo de reserva. “Em meio à crise das potências, estão sendo criados mecanismos coletivos que se legitimam”, informou.

Barroso também refletiu a mudança da postura dos EUA em relação à Cuba e ao Irã. “Eles [Estados Unidos] querem disputar o mercados nestes países”, alertou.

Após a palestra, os participantes deram informes das atividades que participaram e receberam orientações para as próximas como a 104ª Conferência Internacional da OIT (Organização Internacional do Trabalho), que ocorrerá em junho na Suíça e terá uma delegação da CTB. Outro assunto abordado pelo secretário de Relações Internacionais da central, Divanilton Pereira, foi o plano de ação para a FSM Cone Sul, com propostas de atividades na região.    

70 anos da FSM 

Um dos principais temas pautados no encontro foram os preparativos para o Simpósio em homenagem aos 70 anos da Federação Sindical Mundial (FSM), que será realizado em São Paulo entre os dias 1 a 3 de outubro e contará com centenas de sindicalistas de todo o mundo, entre eles o secretário-geral da FSM, George Mavrikos. 

O evento terá uma vasta programação com debates, atos e atividades culturais. No Dia Internacional da Ação da FSM, celebrado no dia de sua fundação (3 de outubro), ocorrerá no Memorial da América Latina um "Ato Anti-imperialista" que deve contar com a presença de líderes internacionais que lutam pela soberania dos países e povos. 

Portal CTB 

0
0
0
s2sdefault
Em protesto contra nova lei trabalhista, movimento sindical prepara ato nacional     10 de novembro