Sidebar

16
Dom, Jun

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Na tarde desta segunda-feira (6), representantes das centrais sindicais que compõem o coletivo sindical de apoio ao grupo de trabalho “Ditadura e Repressão aos Trabalhadores e ao Movimento Sindical” da Comissão Nacional da Verdade (CNV) reuniram-se na sede da CTB em São Paulo para debater sobre o relatório que será enviado para o órgão.

A representante da CNV, San Romanelli Assumpção, que acompanha o GT, apresentou uma estrutura provisória do documento final a ser encaminhado para a comissão que foi debatida com as centrais presentes.

A conclusão das investigações sobre as violações aos direitos humanos que ocorreram no período de 1946 a 1988 teria até o mês de maio para ser apresentado, mas este prazo foi prorrogado por mais sete meses, pela presidenta Dilma Rousseff. 

O Coletivo Sindical realiza, desde sua criação, diversas atividades nas quais procuram divulgar a repressão ocorrida durante o período ditatorial no país e também para obter informações para resgatar a memória e expor a realidade sofrida pela população.

O relatório está sendo baseado nos 11 pontos construídos pelas centrais, por meio de depoimentos e documentos do período.  

O próximo ato sindical unitário está programado para o dia 1º de fevereiro em São Bernardo do Campo (Grande São Paulo). “A região do ABC foi um foco de resistência grande dos lutadores que tiveram um papel destacado no movimento sindical”, informou o secretário de Políticas Sociais da CTB, Rogério Nunes.

Na próxima terça-feira (7), os representantes das 10 centrais que compõem o GT se reunirão com a CNV para apresentar os informes e encaminhamentos para as próximas atividades do grupo.

Para saber outras informações sobre as atividades da Comissão da Verdade acesse o site e o facebook do Coletivo Sindical de apoio ao Grupo de Trabalho:

trabalhadoresgtcnv.org.br
facebook.com/trabalhadoresgtcnv

Portal CTB

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.