Sidebar

22
Seg, Abr

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

A Coordenação dos Movimentos Sociais (CMS), organização composta por representantes do movimento sindical, estudantil, de mulheres, racial, de luta pela terra e moradia entre outros, se reuniram nesta terça-feira (4) em São Paulo para definir suas próximas ações visando fortalecer e ampliar as conquistas da população.

A CTB, que integra a entidade junto com demais centrais, foi representada por dirigentes nacionais e também pelo seu presidente Adilson Araújo que destacou a relevância do movimento social na reeleição da presidenta Dilma Rousseff e propôs a construção de uma agenda unitária de luta em defesa da democracia.

Entre os pontos levantados pelos participantes a reforma política e a democratização dos meios de comunicação foram apontados como prioritários após toda a campanha de oposição da mídia à presidenta observada nas últimas eleições.

A deputada estadual reeleita pelo PCdoB, Leci Brandão, fez questão de participar da iniciativa e alertou para o conservadorismo que se instalou no Congresso Nacional com o aumento da chamada “bancada da bala” e a diminuição de representantes dos trabalhadores.

Para ela é preciso retomar a luta nas ruas, mesma opinião de Igor Felipe Santos, um dos coordenadores estaduais do MST, segundo ele há um movimento de intensificação da luta de classes no Brasil e é necessária a reorganização das forças progressistas e populares para avançar no próximo período.

A CMS também se comprometeu a realizar uma Plenária dos Movimentos Sociais.

Portal CTB
Foto: Roberto Parizotti

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.